Pular para o conteúdo principal

5 RAZÕES PORQUE NÃO CONSEGUES PERDER PESO

Apesar de fazeres exercício físico e de cuidares da tua alimentação, a balança não desce. Pequenas coisas que fazes no teu dia a dia podem ser responsáveis por isso, algumas delas completamente insuspeitas. Deixo aqui cinco razões surpreendentes que podem funcionar contra a perda de peso.


Créditos de Imagem

1- COMER DEMASIADO AÇÚCAR "ESCONDIDO"



Sabias que cerca de 80% dos alimentos processados contêm açúcar?
É muito importante estar de olho nos rótulos dos alimentos e evitar comprar aqueles em que o açúcar ocupa os três primeiros lugares na lista de ingredientes. Um alimento "light" tem normalmente menos gordura, mas chega a ter mais açúcar do que um alimento "não light". O açúcar que consomes e que não gastas em actividade física é quase todo transformado em gordura e armazenado no tecido adiposo e a gordura natural dos alimentos faz-nos falta.

A solução está em comprar alimentos reais, preparar todas as refeições em casa e leva-las prontas para comer no local de trabalho.

2- ANDAR STRESSADO(A)

Créditos de imagem

O cortisol, a chamada hormona do stresse, afecta o metabolismo e a estabilidade emocional. Estudos apontam para o facto de que a produção crónica de cortisol está ligada a doenças, incluindo ansiedade, depressão, distúrbios do sono, problemas digestivos, desequilíbrios hormonais, problemas de fertilidade e ganho de peso.

Situações stressantes são um facto da vida, mas podemos adoptar algumas medidas para reduzir os seus efeitos, tais como fazer uma alimentação saudável e praticar técnicas de relaxamento, como yoga, respiração profunda, fazer uma massagem ou aprender a meditar.


3 - DORMIR POUCAS HORAS

Créditos de imagem

As horas que passamos a dormir também influenciam o nosso peso. A privação do sono ou dormir poucas horas influencia a regulação do apetite porque há menos produção de leptina (hormona responsável pelo controle da ingestão alimentar) e isto pode ter como consequência mais episódios de compulsão alimentar.

4 - COMER DEMASIADO NA "HORA DO LOBO"

créditos de imagem

Frases com esta, "porto-me super bem durante o dia, o problema é quando chego a casa ao final da tarde", são muito frequentes no meu consultório. Esta é a famosa "hora do lobo", comum a muitas pessoas, em que se dá um descontrolo da ingestão alimentar, caindo numa cadeia de acções inconscientes, sem discernimento. Para umas pessoas a "hora do lobo" é ao final da tarde, para outras é após o jantar.

Para não estragar o dia, que correu bem até meter a chave na porta de casa, o melhor é não comprar "tentações" como bolachas, chocolates ou batatas fritas e experimentar um ou dois destes snakcs saudáveis: frutos secos gordos (1 punhado), sticks de cenoura (uma cenoura crua aos palitos) com manteiga de amendoim caseira, 1 iogurte grego natural (sem açúcar), 1 queijinho fresco com tomate ou 1 ovo cozido.

5 - INGERIR DEMASIADAS CALORIAS DEPOIS DOS TREINOS



Reduzir na alimentação é muito mais importante para o emagrecimento do que fazer mais exercício físico. Basta um simples exemplo: “queimamos” cerca de 350 calorias em meia hora a correr ou a nadar, mas podemos obter semelhante redução calórica, deixando de comer o pastel de nata ou o queque com o café a meio da manhã, todos os dias. Se não olharmos ao que comemos, bem poderemos passar horas e horas a transpirar no ginásio que os resultados tardarão em aparecer.
Depois de saíres do ginásio, o melhor é teres uma sopa de legumes à espera e uma bela salada colorida combinada com um pouco de carne, peixe, ovos ou queijo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Leite sem lactose não é para diabéticos

Ontem de tarde, durante a consulta de atendimento a diabéticos, um dos utentes pôs-me a questão se o leite sem lactose seria o melhor para os diabéticos. A dúvida faz todo o sentido uma vez que a lactose é o açúcar natural do leite. No entanto, este leite foi criado para pessoas intolerantes à lactose, que não digerem bem o leite por deficiente produção de lactase, a enzima necessária ao desdobramento da lactose.

Então porque é que é que o leite com 0% lactose não é bom para diabéticos?

A lactose é um hidrato de carbono complexo (dissacárido) formada por duas moléculas de hidratos de carbono simples, a glicose e a galactose (monossacáridos). O leite com 0% lactose não tem, de facto lactose, mas tem os seus constituintes, a glicose e a galactose, que são açúcares simples que fazem subir a glicémia (glicose no sangue) mais facilmente. Quem prova este leite não tem dúvidas: ele é mais doce e foi por isso que o referido doente estranhou e me apareceu com o pacote de leite sem lactose na mão…

COUVE LOMBARDA SALTEADA

Ontem para o jantar fiz couve lombarda salteada com bifinhos de peru grelhados.  É um prato super fácil de fazer que se prepara em 15 minutos.

INGREDIENTES (para quatro pessoas)
Meia couve lombarda
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
sal marinho q.b.

Depois de lavar a couve, corte-a em juliana. Descasque e rale a cenoura. 
Numa frigideira coloque o azeite e os alhos picados até estes começarem a fritar. Junte a couve, a cenoura e um pouco de sal. Deixe cozinhar cerca de oito minutos mexendo com frequência (se gostar da couve mais cozida deixe cozinhar mais tempo). Está pronto! 

Acompanhei com bifinhos de peru grelhados, temperados com pimenta, pouquíssimo sal, mas com muito sumo de limão. 

Esta couve também fica bem a acompanhar qualquer tipo de peixe.
Experimentem!

O segredo de cozinhar bróculos verdes e nutritivos

Do livro "A cozinha é um laboratório" (Fonte da Palavra, 2009) transcrevo alguns conselhos para bem cozinhar os brócolos evitando, dentro do possível, perdas de nutrientes e o desenvolvimento de cores e aromas indesejáveis: "Corte-os apenas na altura de serem introduzidos na água quente. Além de os cortar em pedaços, dê um golpe longitudinal nos pedúnculos. Estes cortes têm como objectivo acelerar a cozedura, dado aumentarem a área de exposição à água quente. Adicione os brócolos à água a ferver, com o lume no máximo. Para minimizar a perda de nutrientes e ter a melhor cor final, não use muita água, nem pouca... no meio é que está a virtude! Deixe o recipiente destapado nos primeiros minutos. Cozinhe-os durante apenas cerca de 5 minutos (ficam mais estaladiços e com uma cor mais bonita). Se não os for consumir logo, passe-os por água muito fria mal sejam tirados do lume, para parar todo o processo. Como melhor alternativa, coza os brócolos em vapor. O resultado será ainda melh…