sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

HUMOR




BACALHAU COM LEGUMES À BRÁS


Esta receita de bacalhau com legumes à brás é muito simples. Basta substituir a batata frita por courgete (partida com casca do mesmo modo que a batata palha), couve lombarda ou couve coração (partida em juliana) e cenoura (ralada). No final de cozinhado une-se tudo com os ovos batidos e enfeita-se com salsa picada e azeitonas.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

A NOVA REVOLUÇÃO NA ALIMENTAÇÃO

Tim Noakes (na imagem), professor da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, através do seu livro "The new meal revolution" está a conseguir mudar o paradigma da alimentação que resultou das orientações alimentares implementadas nos Estados Unidos da América (EUA) no final da década de 70.  

"Em 1977, o governo dos Estados Unidos da América publicou as orientações dietéticas e um conjunto de directrizes que defendia uma dieta rica em carboidratos e pobre em gordura, exactamente o oposto da alimentação que temos vindo a seguir desde o tempo dos primeiros hominídeos. Segundo estas directivas, devemos comer seis a onze porções de fornecedores de carboidratos por dia e o açúcar é excelente para adicionar a tudo. Esta dieta foi adoptada na maior parte do mundo ocidental e uma infinidade de produtos magros chegaram às prateleiras dos supermercados. O efeito destas orientações americanas foi desastroso sobre a nossa saúde. Desde o início de 1980 a incidência de obesidade e diabetes tem aumentado a um ritmo galopante." 

Conheça as ideias sobre a alimentação para a saúde que Tim Noakes defende na página criada para o efeito http://realmealrevolution.com/.  A parte das gorduras foi para mim surpreendente, uma vez que a restrição drástica de hidratos de carbono são uma realidade, há uns anos, nos meus planos alimentares de emagrecimento.

No próximo post irei enumerar algumas das orientações alimentares defendidas pelo Professor Noakes.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

COLESTEROL ELEVADO? SAIBA, AFINAL, QUAIS OS ALIMENTOS A EVITAR

São cada vez mais os estudos que mostram que os hidratos de carbono prejudicam mais dos que as gorduras saturadas aumentando os níveis de colesterol sanguíneo e promovendo doenças cardiovasculares.

A Suécia foi o  primeiro país ocidental a rejeitar a dieta baixa em gorduras em favor da dieta baixa em carboidratos,  propondo agora uma pirâmide alimentar (como a da imagem) onde os fornecedores de carboidratos como os cereais e tubérculos estão no topo e os legumes, com valores quase residuais deste nutriente, são a base da alimentação. As gorduras são as que se encontram naturalmente nos alimentos de origem animal e as de adição, como o azeite e a manteiga.

Se tem o colesterol elevado, elimine os doces (sumos, iogurtes, cereais de pequeno-almoço, bolachas e bolos), reduza o arroz, massa, pão e batatas e aumente a ingestão de sopa, legumes e saladas. A fruta deve ser ingerida com moderação, dando preferência às frutas que têm menores teores de frutose.
   

Tertúlia "Nutrição adequada em contexto universitário"


terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

COUVES DE BRUXELAS COM SALSICHA E QUINOÁ

Couves de Bruxelas com Salsicha e Quinoá, um prato simples, nutritivo e baixo em carboidratos como deve ser a dieta para sedentários.
Ingredientes para 2:

1 chávena de café de quinoá previamente cozida no dobro da água (sem sal, nem gordura)
2 Chávenas almoçadeiras de couves de Bruxelas
3 salsichas grandes
1 dente de alho
1 colher de sopa de azeite
Coloca-se o azeite e o alho na frigideira até começar a ferver. adicionam-se as couves de Bruxelas e deixa-se cozinhar até ficarem tenras. Por fim juntam-se as salsichas, a quinoá e envolve-se tudo. Corrige-se o sal e está pronto a servir.

O AÇÚCAR É O PRINCIPAL RESPONSÁVEL PELO AUMENTO DAS DOENÇAS CARDIOVASCULARES, CANCRO, DIABETES E OBESIDADE

Cada vez mais estudos mostram que há forte ligação entre a ingestão de açúcar e o risco de obesidade, diabetes tipo 2, demência e pressão arterial elevada.

Uma equipa de especialistas mundiais, num relatório encomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), identificou o consumo excessivo de açúcar a partir de lanches, alimentos processados e bebidas como um dos principais factores que causam aumento mundial das doenças cardiovasculares, cancro, diabetes e obesidade.

Um estudo recente publicado no The Journal of the American Medical Association (JAMA) - Internal Medicine concluiu que quanto mais açúcar se consome maior é o risco de morrer por doença cardíaca. O risco de morte duplica em pessoas cujo consumo de açúcar é superior a 21% do total das calorias diárias.

Efeitos do consumo excessivo de açúcar no nosso organismo:
• Aumenta a pressão arterial, independentemente de outros problemas de saúde;
• Aumenta as gorduras não saudáveis no sangue, como os triglicerídeos e o LDL (o mau colesterol) enquanto diminui o HDL (o colesterol protector);
• Provoca inflamação no corpo;
• Leva ao aumento de peso.

A maior parte do açúcar consumido está "escondido" nos alimentos processados como iogurtes, cereais de pequeno-almoço, bebidas, bolachas, bolos, etc. pelo que se torna mais difícil de quantificar e reduzir. Este tipo de alimentos devem, por isso, ser reduzidos drasticamente da alimentação.

Nos rótulos dos alimentos, deve ler-se a lista de ingredientes, para identificar as várias formas como o açúcar se encontra nos alimentos processados. Estas são:

Xarope de milho ou xarope de milho rico em frutose;
Concentrados de sumos de fruta;
Mel
Açúcar invertido
Açúcar de malte
Melaço
Xarope
Moléculas que terminam em "ose"(dextrose, frutose, glicose,
lactose, maltose, sacarose)

Fonte
http://budapesttimes.hu/2015/02/15/sugar-is-hurting-our-hearts/

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

COLESTEROL: Ovos, presunto, manteiga e marisco absolvidos

Os alimentos até há pouco tempo considerados culpados do aumento do colesterol e, portanto, das doenças cardiovasculares nas populações ocidentais, tais como ovos, presunto, manteiga e marisco, foram absolvidos. Os vilões afinal são o açúcar e os hidratos de carbono, dadas as provas científicas já reunidas!

Fonte
The Washington Post

domingo, 15 de fevereiro de 2015

SEMINÁRIO NUTRIÇÃO, SAÚDE E DESPORTO

 Dia 21 de Fevereiro de 2015 no auditório da Idealmed às 09h30.