Conheça as novas regras de rotulagem dos alimentos em vigor desde sábado

Rótulos com letra maior, apresentação obrigatória e mais clara de componentes alergénios (como o glúten, lactose, soja, frutos de casca rija), informação sobre a origem das carnes e indicação clara quando o produto já foi descongelado são algumas das novidades que devem constar dos rótulos dos alimentos desde sábado passado, graças à entrada em vigor das novas regras de etiquetagem de alimentos na União Europeia. 
Principais alterações às regras da rotulagem dos alimentos
  • Letra maior
  • Apresentação mais clara e harmonizada de alergénios (por exemplo, soja, frutos de casca rija, glúten, lactose) em alimentos pré-embalados (assinalados através de carateres, estilo ou cor do fundo) na lista dos ingredientes
  • Informações obrigatórias em matéria de alergénios para os alimentos não pré‑embalados, incluindo em restaurantes e cafés
  • Requisito de determinadas informações nutricionais para a maioria dos alimentos transformados pré-embalados (a partir de Dezembro de 2016)
  • Informação obrigatória sobre a origem da carne fresca de suíno, ovino, caprino e aves de capoeira (até aqui esta obrigatoriedade só existe para a carne de bovino)
  • Requisitos de rotulagem idênticos, para a venda à distância, online ou em lojas
  • Listagem de nanomateriais artificiais na lista de ingredientes
  • Informações específicas sobre a origem vegetal dos óleos e gorduras refinados
  • Indicação do ingrediente substituto em «alimentos de imitação»
  • Indicação clara de «carne reconstituída» e «peixe reconstituído»
  • Indicação clara de que o produto foi descongelado.
Fonte
Imagem
Postar um comentário

Postagens mais visitadas