STEPHEN HAWKING E OS PASTÉIS DE BELÉM


Desceu há dias em Lisboa do navio cruzeiro Independence of the Seas, no Cais de Alcântara, Stephen Hawking, um dos mais consagrados físicos da actualidade. Era o princípio de uma curta visita por Belém e pela baixa lisboeta.

Entre a visita à Torre de Belém, à réplica do avião de Gago Coutinho e Sacadura Cabral que fez a primeira travessia aérea do Atlântico e o Mosteiro dos Jerónimos, Hawking provou os icónicos pastéis de Belém. O cientista que já não comia um bolo há mais de trinta anos, por ter limitações dietéticas, depois de comer o pastel de Belém, formou uma das poucas frases que disse todo o dia: "O que ando a perder há 33 anos."



Postar um comentário

Postagens mais visitadas