quarta-feira, 1 de outubro de 2014

CERVEJA COM MODERAÇÃO FAZ BEM


Cientistas europeus destacaram, no VII Congresso Europeu sobre Cerveja e Saúde, realizado esta semana em Bruxelas, os benefícios do consumo moderado de cerveja e rejeitaram o mito da “barriga de cerveja”.
“O consumo moderado de cerveja como parte de uma dieta saudável, como a mediterrânica, ajuda a prevenir o enfarte do miocárdio e os acidentes vasculares cerebrais”, afirmou Ramón Estruch, do Hospital Clínic de Barcelona.
Cientistas de vários centros de investigação, entre os quais o Centro de Investigação Cardiovascular (CSIC-ICCC) da Catalunha, a Universidade de Barcelona e o Hospital Clínic de Barcelona, realçaram os possíveis benefícios da cerveja, com ou sem álcool, na saúde cardiovascular, obesidade, nutrição e prevenção do envelhecimento celular.
Linda Badimón, diretora do CSIC-ICCC, destacou que a ingestão moderada de cerveja, dois copos (40cl) para homens e um copo (20cl), para mulheres pode “favorecer a função cardíaca global“.
Rosa Lamuela, investigadora da Universidade de Barcelona, adiantou que os polifenóis, compostos encontrados maioritariamente em alimentos vegetais, podem reduzir o risco de problemas cardiovasculares e cancro, devido às suas propriedades antioxidantes.
“Na cerveja encontramos até 50 tipos de polifenóis com efeitos benéficos sobre a pressão arterial, colesterol e resistência à insulina”, afirmou Rosa Lamuela no congresso que reuniu cerca de 160 especialistas internacionais em medicina, nutrição e dietética, provenientes de 24 países.
A médica de saúde pública do Reino Unido, Kathryn O’Sullivan, desmentiu a crença da “barriga de cerveja”, por “não possuir nenhum fundamento científico” e acrescentou que o consumo excessivo de qualquer tipo de álcool pode levar ao aumento de peso, mas não o consumo moderado.
CERVEJA E DESPORTO
A utilização da cerveja para rehidratar após o exercício físico intenso tem sido muito controversa, mas houve participantes no congresso que defenderam que a cerveja, ao contrário de outras bebidas alcoólicas, possui pouco álcool, muita água (95%) e potássio, o que a torna apta para a reidratação após exercício físico.

Fonte
http://zap.aeiou.pt/
Postar um comentário