terça-feira, 24 de dezembro de 2013

BOAS FESTAS


Desejo a todos um Feliz Natal e um ano de 2014 com muita saúde.  
"Diet starts in January". 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A CORRIDA SOLIDÁRIA "FREE RUN" É JÁ LOGO À NOITE


A organização da "Free Run- Coimbra 2013" convida toda a população de Coimbra e arredores a juntarem-se no que promete ser, pelo 3º ano consecutivo, um momento de solidadiedade e convívio natalício para além do evento desportivo . Venham e tragam amigos e familiares, um gorro de Pai Natal e 2€ para a Cozinha Económica.

Em 2012 a Free Run contou com mais de 400 participantes, e a expectativa para este ano é ultrapassar este número, o que representaria um apoio superior a 800€ para a Cozinha Económica.

A partida vai ser junto à Porta Férrea da Universidade de Coimbra, logo às 21h00. A organização pede para chegarem um pouco antes para levantarem o número. Até logo!

2014 ANO EUROPEU DO DESPERDÍCIO


O Parlamento Europeu declarou 2014, o Ano Europeu contra o Desperdício Alimentar. De acordo com um estudo publicado pela Comissão Europeia, antes da entrada da Croácia na União Europeia, a produção anual de resíduos alimentares nos 27 Estados-Membros rondava os 89 milhões de toneladas, podendo mesmo chegar aos 126 milhões de toneladas em 2020, caso não se tomem medidas preventivas urgentes.

Em Portugal, de acordo com dados estatísticos apresentados no ano passado, cerca de um milhão de toneladas de alimentos por ano, ou seja 17% do que é produzido, vai para o lixo e estima-se que 360 mil portugueses passam fome.

Como podemos ajudar? No nosso país existe o movimento "Zero Desperdício" que está a aproveitar os bens alimentares que antes acabavam no lixo – comida que nunca saiu da cozinha, comida cujo prazo de validade se aproxima do fim, ou comida que não foi exposta nem esteve em contacto com o público – fazendo-os chegar a pessoas que dela necessitam. Ao entrar num estabelecimento com o selo Zero Desperdício, tem a certeza de que todas essas refeições são aproveitadas e encaminhadas para a mesa de alguém. Uma iniciativa em que os estabelecimentos e os seus clientes participam sem gastarem um cêntimo. Saiba mais aqui.

INVESTIGADORES DESCOBREM CAUSA DE ENVELHECIMENTO QUE PODE SER REVERSÍVEL


Há processos envolvidos no envelhecimento que são reversíveis, segundo conclui um estudo internacional publicado na “Cell”, uma das mais prestigiadas revistas científicas do mundo, e que envolve uma equipa de investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra (UC).

Liderado por David Sinclair, cientista da Harvard Medical School, o estudo realizado com ratos sujeitos a processo de envelhecimento até 30 meses, incidiu nas mitocôndrias, organelos que vivem dentro das nossas células fabricando energia no organismo essencial para a realização de funções vitais, e que têm sido identificadas como actores principais no envelhecimento.

Os investigadores verificaram que o que acelera o envelhecimento é a diminuição dos níveis de NAD+, a qual acaba por resultar na quebra de comunicação entre o núcleo e a mitocôndria da célula, por um processo que envolve as Sirtuínas (proteínas). E descobriram que estas têm um papel importante na regulação do agente responsável por recuperar a comunicação intracelular.

As experiências realizadas mostraram que administrando um composto endógeno, que permite que as células reponham os níveis de NAD+, é reparada a comunicação núcleo-mitocôndria e consequentemente, toda a função mitocondrial.

Em termos simples, “trata-se de reunir novamente todas as peças para o puzzle ficar completo. Basicamente volta a ligar-se o interruptor para reactivar as funções comprometidas durante o processo de envelhecimento”, ilustram os investigadores Anabela Rolo e Carlos Palmeira.

E se esta descoberta pode lembrar o filme “O Estranho Caso de Benjamin Button” - a história de um bebé invulgar com aparência e doenças de um velho de 80 anos, que com o avançar do tempo rejuvenesce - os também docentes consideram que “é uma analogia interessante, mas longe da realidade”.

“O estudo revela a reversão de alguns processos envolvidos no envelhecimento, mas não se trata de uma inversão da velhice à infância. As experiências revelaram que um ratinho de 30 meses passa a apresentar características funcionais de um ratinho de seis meses, face aos parâmetros avaliados”, explicam os investigadores.

Por outro lado, acautela a equipa envolvida na avaliação da função mitocondrial, “ainda são necessários muito mais estudos para verificar o impacto, muito promissor, dos resultados desta pesquisa, quer nas patologias relacionadas com o envelhecimento, quer no cancro, diabetes, etc.”.

A investigação foi financiada pelo National Institute on Aging, Glenn Foundation for Medical Research, Juvenile Diabetes Research Foundation e pela United Mitochondrial Disease Foundation.

Fontecampeaoprovincias.pt

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

ACTIVIDADE OUTDOOR: Ponha na sua agenda

(clique na imagem para a aumentar)
Caminhada pelos trilhos da Lousã
No dia 12 de Janeiro de 2014, domingo, vai realizar-se uma caminhada até à bonita aldeia de xisto do Talasnal. Para os amantes das actividades outdoor e para todos os que precisam de se mexer mais aqui fica a informação recebida da organização:

A actividade do dia 12 de Janeiro não exige material específico, basta roupa e calçado confortáveis para caminhada por trilhos.  A partida será do centro da Lousã e está prevista para as 09h00. São cerca de 8 km com duração aproximada de 3 a 4 horas. O custo é de 5€ por participante e inclui o enquadramento da actividade, uma garrafa de água pequena e um doce especial servido na aldeia do Talasnal. No final da caminhada quem quiser poderá almoçar pela Lousã, mas esta refeição não está incluída no valor de inscrição.

LIVRO DE RECEITAS DE SOBRAS E DESPERDÍCIOS

A Associação Portuguesa dos Nutricionistas disponibiliza na sua página o e-book "Livro de receitas com sobras e desperdícios de alimentos reutilizáveis". O e-book foi lançado no passado mês de Novembro no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2013.

PENSAMENTO DO DALAI LIMA

"Quero emagrecer, mas como" ou "Quando me pedem para doar órgãos, nem ouvidos lhes dou" são pensamentos do Jorge Lima, autor do blog "Dalai Lima, o pé-de-atleta dos poderosos". Há mais pensamentos, muitos mais aqui.

Rir faz bem à saúde!

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

CREPE DE CAMARÃO

Esta receita de crepe de camarão é muito simples e deliciosa. A massa é feita com ovos, leite e farinha, como a das panquecas e o recheio é igual ao dos rissóis de camarão. Por cima levou bechamel e coentros (adoro coentros!, mas quem não gostar pode substitui-los por salsa). Acompanhei com grelos. 

A diferença entre este crepe de camarão e os rissóis de camarão é que não é frito e dá muito menos trabalho a fazer. Experimentem! 

sábado, 14 de dezembro de 2013

O FILME DA "ESCOLA DE VERÃO: EXERCÍCIO|ALIMENTAÇÃO|SAÚDE 2013"

ESCOLA DE VERÃO: EXERCÍCIO | ALIMENTAÇÃO | SAÚDE 2013

Esta manhã apresentámos publicamente os resultados da “Escola de Verão: Exercício|Alimentação|Saúde-2013, onde mostrámos o filme que fizemos sobre essa actividade. A Escola de Verão: Exercício|Alimentação|Saúde, para além de ter proporcionado divertimento durante as férias, destinava-se a transmitir princípios e a ajudar na interiorização de hábitos de vida saudável. Estamos muito contentes com os resultados. Todas as crianças perderam peso. Todas as crianças ficaram,no final, a viver mais saudáveis.

Quero agradecer publicamente a todas as entidades que colaboram na iniciativa, sem as quais ela não teria sido possível:

Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) – Cedeu-nos não só o espaço da Escola como disponibilizou muitos dos seus funcionários que nos acompanharam com a sua simpatia ao longo das duas semanas de actividades. O lugar não podia ter sido mais bem escolhido. As crianças e nós todos sentimo-nos aqui muito bem acolhidos.

Serviço de Acção Social do Instituto Politécnico de Coimbra, em particular ao Chef António Neves que providenciou refeições saudáveis a todos.

Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, em especial à Professora Marina Montezuma, que, com os seus alunos, colaborou nos rastreios de saúde e desenvolveu várias actividades com as crianças.

Associação de Estudantes do ESAC, que organizou actividades que muito agradaram, como passeios a cavalo, jogos tradicionais e desportivos (designadamente rugby, karaté e Yoga).

Museu da Ciência, que ofereceu um atelier de ciência, que foi muito enriquecedor.

USF Topázio, Eiras, que efectuou sessões de educação para a saúde.

Aos professores, pais e crianças do Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel, pela disponibilização dos meios para a avaliação antropométricas das crianças e demais apoio.

Houve ainda outras pessoas - é difícil enumerar a todas - cujos nomes aparecem referidos na ficha técnica do filme que vamos apresentar, como documentário da Escola de verão. Muito obrigado a todos!

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

FREE RUN COIMBRA 2013


A Free Run volta a animar a cidade de Coimbra, dia 20 de Dezembro. Esta corrida informal, sem inscrição nem competição, quer juntar mais uma vez famílias e amigos em Coimbra, para percorrerem algumas das zonas mais emblemáticas da cidade, e ao mesmo tempo, ajudarem numa causa solidária.
Com uma distância aproximada de 7 km e um grau de dificuldade baixo, o percurso deste ano percorre as zonas da alta e baixa da Cidade, privilegiando ruas sem trânsito, com monumentos históricos e parques verdes. Ao longo do percurso, que pode ser feito a correr ou a caminhar, desafiam-se os participantes a descobrir algumas das histórias das ruas e edifícios com que se cruzam.

Aliado ao espírito natalício, este ano a causa solidária apoiada é a Cozinha Económica (Associação das Cozinhas Económicas Rainha Santa Isabel), que há 80 anos que ajuda os mais desfavorecidos. É sugerido, por isso, a cada participante, que colabore com 2€ numa recolha feita pela instituição, junto à partida da corrida.

A organização convida assim a população de Coimbra e arredores a juntarem-se a nós, no que promete pelo 3º ano consecutivo, ser um momento de convívio natalício, e não apenas um evento desportivo. Venham e tragam amigos e familiares, um gorro de Pai Natal e 2€ para a Cozinha Económica.

Em 2012 esta Free Run contou com mais de 400 participantes, e a expectativa para este ano é de ultrapassar este número, o que representaria um apoio superior a 800€ para a Cozinha Económica.

A partida vai ser junto à Porta Férrea da Universidade de Coimbra, na 6ª feira, dia 20 de Dezembro, às 21:00h.

Para mais informações visitem o Facebook do evento “Free Run Coimbra 2013”.

Fonte
http://www.correrporprazer.com

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

FRUTOS SECOS PROMOVEM A LONGEVIDADE

De acordo com um estudo publicado no The New England Journal of Medicine pessoas que consomem regularmente frutos oleaginosos como nozes, avelãs, amêndoas ou amendoins têm tendencia a viver mais tempo. A investigação desenvolvida por cientistas americanos indica que os mais beneficiados são aqueles que consomem diariamente uma porção de frutos secos. Nas cerca de 120 mil pessoas observadas durante três décadas, houve uma redução de 20% na taxa de mortalidade em comparação com pessoas que não consumiram frutos secos.

Os autores do estudo afirmam que, apesar das pessoas que consomem regularmente oleaginosas terem, de um modo geral, um estilo de vida mais saudável, o consumo em si também contribui para uma vida mais longa.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

O DIFÍCIL É MANTER


Transcrevo parte do prefácio do livro As Minhas Aventuras na República  Portuguesa, de Miguel Esteves Cardoso, editora Assírio & Alvim, 1990, que se aplica em variadíssimas situações nas nossas vidas. Não resisti em partilhá-lo aqui, transpondo a mensagem do texto para a fase de manutenção do peso, a mais difícil de todas as fases do processo de emagrecimento. Lembrem-se deste texto quando pensarem desistir. O difícil é manter.


"Começar é fácil. Acabar é mais fácil ainda. Chega-se sempre à primeira frase, ao primeiro número da revista, ao primeiro mês de amor. Cada começo é uma mudança e o coração humano vicia-se em mudar. Vicia-se na novidade do arranque, do início, da inauguração, da primeira linha na página branca, da luz e do barulho das portas a abrir.

Começar é fácil. Acabar é mais fácil ainda. Por isso respeito cada vez menos estas actividades. Aprendi que o mais natural é criar e o mais difícil de tudo é continuar. A actividade que eu mais amo e respeito é a actividade de manter. 

Em Portugal quase tudo se resume a começos e a encerramentos. Arranca-se com qualquer coisa, de qualquer maneira, com todo o aparato. À mínima comichão aparece uma «iniciativa», que depois não tem prosseguimento ou perseverança e cai no esquecimento. Nem damos pela morte. 

É por isso que eu hoje respeito mais os continuadores que os criadores. Criadores não nos faltam. Chefes não nos faltam. Faltam-nos continuadores. Faltam-nos tenentes. Heróis não nos faltam. Faltam-nos guardiões.

É como no amor. A manutenção do amor exige um cuidado maior. Qualquer palerma se apaixona, mas é preciso paciência para fazer perdurar uma paixão. O esforço de fazer continuar no tempo coisas que se julgam boas — sejam amores ou tradições, monumentos ou amizades — é o que distingue os seres humanos. O nascimento e a morte não têm valor — são os fados da animalidade. Procriar é bestial. O que é lindo é educar. 

Estou um pouco farto de revolucionários. Sei do que falo porque eu próprio sou revolucionário. Como toda a gente. Mudo quando posso e, apesar dos meus princípios, não suporto a autoridade.

É tão fácil ser rebelde. Pica tão bem ser irreverente. Criar é tão giro. As pessoas adoram um gozão, um malcriado, um aventureiro. É o que eu sou. Estas crónicas provam-no. Mas queria que mostrassem também que não é isso que eu prezo e que não é só isso que eu sou. 

Se eu fosse forte, seria um verdadeiro conservador. Mudar é um instinto animal. Conservar, porque vai contra a natureza, é que é humano. Gosto mais de quem desenterra do que de quem planta. Gosto mais do arqueólogo do que do arquitecto. Gosto de académicos, de coleccionadores, de bibliotecários, de antologistas, de jardineiros.

Percebo hoje a razão por que Auden disse que qualquer casamento duradoiro é mais apaixonante do que a mais acesa das paixões. Guardar é um trabalho custoso. As coisas têm uma tendência horrível para morrer. Salvá-las desse destino é a coisa mais bonita que se pode fazer. Haverá verbo mais bonito do que «salvaguardar»? É fácil uma pessoa bater com a porta, zangar-se e ir embora. O que é difícil é ficar. Isto ensinou-me o amor da minha vida, rapariga de esquerda, a mim, rapaz conservador. É por esta e por outras que eu lhe dedico este livro, que escrevi à sombra dela. 

Preservar é defender a alma do ataque da matéria e da animalidade. Deixadas sozinhas, as coisas amarelecem, apodrecem e morrem. Não há nada mais fácil do que esquecer o que já não existe. Começar do zero, ao contrário do que sempre pretenderam todos os revolucionários do mundo, é gratuito. Faz com que não seja preciso estudar, aprender, respeitar, absorver, continuar. Criar é fácil. As obras de arte criam-se como as galinhas. O difícil é continuar. (...)"

Miguel Esteves Cardoso

A MINHA FARMÁCIA

Mais do que o poder curativo dos alimentos, acredito no seu poder preventivo. A alimentação que fazemos cá em casa, onde nunca falta a sopa, para mim o melhor alimento funcional do mundo, tem permitido vivermos com saúde e sem necessidade de medicamentos.

COM POEJOS E OUTRAS ERVAS

Conheci o Professor Galopim de Carvalho, cientista conhecido e reconhecido em Portugal e no Mundo pelos seus trabalhos sobre Ciências da Terra, muito em particular os Dinossaurios, em Maio passado, na Feira do Livro de Lisboa. E voltei a revê-lo há poucos dias no Rómulo - Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra, onde ele foi justamente homenageado após ter recebido o grande Prémio Ciência Viva deste ano. É uma pessoa encantadora que me surpreendeu pela sua faceta culinária, para mim desconhecida. O seu livro "Com poejos e outras ervas", publicado pela Âncora Editora, em 2002, é mais do que um livro de receitas. É um livro de estórias e memórias a que o autor junta ensinamentos de geologia e paleontologia. Fica-se a conhecer melhor o Alentejo, os alentejanos e a sua espantosa culinária que, por usar tudo o que de agradável ao olfacto a terra dá, se pode dizer que é a mais perfumada do país.

COENTRADA DE PEIXE COM CAMARÃO

Esta receita de coentrada de peixe com camarão, foi adaptada de uma outra retirada do livro do Professor Galopim de Carvalho, "...Com poejos e outras ervas", Âncora Editora, 2002. Como fã da cozinha alentejana, muito rica em ervas aromáticas, descobri nos livros do Professor Galopim, receitas tradicionais deliciosas e nutricionalmente interessantes em que se aproveita tudo o que a terra dá. Esta coentrada de peixe com camarão foi a primeira de muitas receitas que tenciono experimentar. Deixo aqui a receita original de "Coentrada de peixe com amêijoas":
"Use peixe grado, a seu gosto (pescada, garoupa, corvina, cherne, cação, tamboril) cortado às postas grossas. Faça um refogado com azeite, alho e coentros picados. Coloque aí as postas do peixe com um golpe de vinho branco e tape. Deixe tomar gosto, virando o peixe a meio da confecção. No final, junte as amêijoas e deixe-as abrir com o tacho tapado. Experimente aromatizar ou alegrar com uma pitada de colorau ou de açafrão."

O modo e o tempo de confecção não podiam ser mais simples e rápido. Sobre o livro, já a seguir...