quinta-feira, 31 de outubro de 2013

LANCHE ESCOLAR SAUDÁVEL

Reportagem da jornalista Andrea Trindade, sobre o projecto "Lanche Escolar Saudável" da minha responsabilidade e da minha colega Nathalie Cunha, publicada na terça-feira no caderno "Saúde" do Diário de Coimbra. (clique na imagem para a aumentar)

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

ALIMENTAÇÃO E CANCRO #1

Alguns leitores e também utentes no meu local de trabalho, a quem lhes foi diagnosticado cancro, têm-me pedido para escrever sobre a alimentação que devem fazer nesta nova fase da vida. De facto, o cancro é, felizmente, cada vez mais uma doença crónica e os doentes vivem muitos anos, pelo que devem ter cuidados redobrados com a alimentação.

Os doentes com cancro devem, dentro do possível, fazer uma alimentação saudável e equilibrada, praticar exercício físico e manter as rotinas diárias. Quanto à alimentação, esta pode ser um problema na fase do tratamento intensivo devido aos efeitos secundários, como a falta de apetite, náuseas, vómitos ou feridas na boca. Deixo aqui algumas recomendações alimentares e nutricionais e alguns exemplos de refeições nutritivas, boas opções para esta fase mais difícil.

Nota: Estas recomendações não substituem uma consulta individual com um nutricionista especializado em nutrição oncológica.

Recomendações alimentares e nutricionais para doentes com cancro:

No momento em que a doença é diagnosticada, os doentes podem apresentar perda de peso e uma desnutrição considerada moderada ou severa. Uma intervenção nutricional precoce e individualizada revela-se essencial para controlar a perda de peso, melhorar a resposta aos tratamentos, diminuir as complicações e melhorar a qualidade de vida. Os doentes apresentam muitas vezes alterações nos valores de glicemia e este dado tem que ser tomado em consideração na elaboração do plano alimentar.

Recomendações:

- Vigiar a glicemia
- Ter em conta as preferências alimentares do doente;
- Os alimentos escolhidos devem assegurar um aporte energético e proteico adequado;
- A dieta deve ser fraccionada em refeições de pequeno volume e muito nutritivas aproveitando os momentos de maior apetite do doente;
- Devem ser fornecidos frutas e legumes crus, cozidos ou assados;
- Se o doente estiver em tratamento com quimioterapia, deve fazer refeições de confecção simples (evitando cheiros intensos), atractivas e do seu agrado;
- Para prevenir náuseas e vómitos, recomenda-se ingerir alimentos frios com o objectivo de diminuir o sabor e aroma;
- Evitar a exposição a odores de comida penetrante ou desagradáveis, bem como aqueles alimentos que por si só podem produzir náuseas como é o caso dos fritos ou alimentos excessivamente condimentados;
- Nos períodos de náuseas evitar os pratos preferidos do doente para que não desenvolvam aversão a alimentos que serão úteis para o nutrir em fases assintomáticas;
- Evitar beber líquidos às refeições. Beber fora da refeição e em pequenas quantidades. As bebidas com gás (carbonatadas) podem ser úteis para diminuir distensão gástrica;
- Enriquecer nutricionalmente pratos como purés ou sopas utilizando a clara de ovo, queijo ralado, manteiga, nata, tapioca ou molhos tipo bechamel;


Exemplos de refeições nutritivas

- Sopa de legumes variados à qual se pode adicionar a carne, peixe ou ovo, se o doente apresentar falta de apetite. Adicionar uma mão de leguminosas (feijão, grão ou ervilhas) e aumentar a quantidade de azeite.
No caso do doente ter repulsa pela carne ou alimentos proteicos deve considerar-se a hipótese de adicionar à sopa um suplemento modular. Neste caso, pedir o conselho de um nutricionista.

- Acompanhar a refeição com pão ou broa;

- Açorda ou farinha de pau de peixe, carne ou ovo escalfado;

- Batidos de fruta com leite ou iogurte e cerelac ou bolacha maria (no caso de não haver alterações no valor da glicemia);

- Leite creme, arroz doce ou aletria (no caso de não haver alterações no valor da glicemia);

- Papas lacteas (Cerelac), Nestum ou no caso de haver alterações no valor da glicemia (hiperglicémia) pode optar-se por Nestum de arroz ou papas de aveia;

- Frutos oleaginosos (nozes, amêndoas, amedoins, avelãs, cajús, etc.) podem fazer parte das saladas, por exemplo, ou ingeridos em qualquer refeição;

- A gelatina é normalmente bem tolerada;

- Sumos de fruta, sumos 100% e néctares;


Sites consultados

http://oncologiaynutricion.com/archivos/soporte_nutricional/sn_print_E.pdf (29.10.13)

http://www.inca.gov.br/inca/arquivos/publicacoes/consenso_nutricao_internet.pdf (29.10.13)


segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Açúcar elevado no sangue dá problemas de memória

Um estudo alemão publicado recentemente na revista Neurology, concluiu que taxas cronicamente elevadas de açúcar no sangue estão associadas a um maior risco de problemas de memória. De acordo com a investigação, esta hipótese existe mesmo quando os níveis de açúcar estão abaixo do que é considerado um quadro de diabetes ou pré-diabetes.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

PROPRIEDADES MEDICINAIS DA CANELA


A árvore da canela, que pode chegar a medir 15 metros de altura, é originária do sul da Índia e do Sri Lanka. A canela em pau é a casca retirada dos ramos finos desta árvore que, ao secar, se enrola, ganhando a forma tubular. Os resíduos e as cascas quebradas são moídos para se obter a canela em pó.

A canela tem na sua composição fibras, minerais, vitamina C, tiamina, niacina, mucilagem, ferro, potássio, sódio, cálcio, fósforo, ácidos, óleos essenciais, taninos, baunilha, entre outros.

Principais usos medicinais

Aparelho digestivo
Alguns dos seus componentes como os óleos essenciais, estimulam a salivação e os sucos gástricos facilitando a digestão, e por isso, do ponto de vista medicinal, é usada para melhorar a digestão, a acidez, os vómitos, a aerofagia e a falta de apetite.

Diabetes
Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition mostrou que, em diabéticos, o consumo de canela à refeição reduz a glicémia pós-prandial e retarda o esvaziamento gástrico o que prolonga a sensação de saciedade.

Aparelho respiratório
A canela possui propriedades antibacterianas, expectorantes e anti-inflamatórias, podendo ser usada no tratamento de bronquite, resfriados e tosse. O uso desta planta ajuda a expelir as secreções e reduz a inflamação.

Aparelho circulatório
A canela possui agentes anti-agregantes, anti- escleróticos e anti-trombóticos que são bons para a circulação sanguínea. Pode ser usada em tratamentos de má circulação periférica e frieiras.






terça-feira, 22 de outubro de 2013

NUTRITION AWARDS 2013: "Alimentação Inteligente - coma melhor, poupe mais" entre os vencedores

O projeto “Alimentação Inteligente – coma melhor, poupe mais”, desenvolvido pela Faculdade de Ciências de Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP), em parceria com a Edenred e a Direção Geral da Saúde, venceu a categoria “Iniciativa de mobilização” da quarta edição dos Nutrition Awards, os mais importantes galardões nacionais no campo das Ciências da Nutrição.

O trabalho premiado consiste num manual de alimentação saudável dirigido à população em geral, nomeadamente aos responsáveis pela gestão da alimentação familiar. O livro, que tem vindo a ser adoptado como ferramenta de consulta interna em instituições públicas, como o Ministério da Solidariedade e Segurança Social, e por instituições privadas e da Economia Social, pode ser descarregado aqui.
Fonte
noticias.up.pt

terça-feira, 15 de outubro de 2013

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO 2013

SISTEMAS ALIMENTARES SUSTENTÁVEIS PARA SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRIÇÃO
16 de Outubro de 2013

O tema oficial do Dia Mundial da Alimentação, anunciado no início de cada ano pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), dá ênfase ao dia 16 de Outubro e ajuda a aumentar a compreensão de problemas e soluções na busca pela erradicação da fome.

Hoje quase 870 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de desnutrição crónica. Modelos insustentáveis de desenvolvimento estão a degradar o meio ambiente, ameaçando ecossistemas e a biodiversidade que serão necessários para garantir o fornecimento de alimentos no futuro. Os clamores por profundas mudanças na agricultura e no sistema alimentar tornam-se mais frequentes e mais insistentes.

Como se pareceria um sistema alimentar sustentável? É possível passarmos da situação actual para essa proposta? O que precisaria ser mudado para nos mover nessa direcção? O Dia Mundial da Alimentação 2013 é uma oportunidade para explorar estas e outras questões, e ajudar a fazer acontecer o futuro que queremos.

Alguns números para lembrar este Mundo injusto em que vivemos:

-No mundo, uma em cada quatro crianças com menos de cinco anos é atrofiada. Isto significa que, devido à desnutrição de que sofrem, 165 milhões de crianças nunca irão alcançar todo o seu potencial de crescimento físico e cognitivo;

-Cerca de dois mil milhões de pessoas no mundo sofrem de car-~encias de vitaminas e minerais essenciais a uma boa saúde;

-Cerca de 1,4 mil milhões de pessoas estão acima do peso. Destes, 1/3 são obesos e em risco de doença cardíaca coronária, diabetes e outros problemas de saúde.

Mais informações na página da FAO, aqui.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

INQUÉRITO A DECORRER...

Queridos leitores:
Coloquei um inquérito no blog (canto superior direito)que irá decorrer durante uma semana, até dia 18 de Outubro de 2013. Podem assinalar mais do que uma opção. Agradeço antecipadamente a vossa participação. Estejam à vontade para deixar sugestões na caixa de comentários.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

OBESOS E DIABÉTICOS EM MAIOR RISCO DE FÍGADO GORDO NÃO ALCOÓLICO

O fígado gordo ou esteatose hepática é uma patologia que resulta da acumulação de gordura no fígado. É uma situação muito frequente nos indivíduos que sofrem de alcoolismo crónico, mas tem-se verificado um aumento significativo em indivíduos não bebedores, habitualmente obesos e/ou com dislipidémia (presença de níveis elevados ou anormais de lípidos no sangue). Esta doença prevalecente nos países industrializados passou a designar-se por Fígado Gordo Não Alcoólico (FGNA).
A doença atinge 30% da população adulta e tem-se registado um aumento do número de casos em crianças. A prevalência de FGNA é mais elevada em indivíduos obesos e diabéticos:

  • 75% em obesos
  • 85 a 98% em obesos grau 3
  • 34 a 74% em diabéticos
  • quase 100% em obesos com diabetes 

Endoc Rev 2008, 29(7): 939-60
JCEM 2008, 93: S 74-80

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Jovem americana perde 40 kg em um ano

Este vídeo de cinco segundos com a transformação de uma jovem americana de 26 anos, que perdeu mais de um terço de seu peso, transformou-se em viral na internet. Amanda, que não quis divulgar o sobrenome, submeteu-se a uma dieta cetogénica, e começou a fotografar-se em 2011, quando pesava 100 kg, de acordo com o jornal Huffington Post. As fotos serviam para que ela se mantivesse firme na perda de peso. As suas fotografias atraíram mais de 3 milhões de seguidores.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

SOPA PORTUGUESA: O melhor alimento funcional

O que me leva a falar insistentemente na sopa portuguesa como promotor de saúde? Participei recentemente num workshop com um grupo de cerca de 30 europeus de várias nacionalidades, no projecto "LEGOCIE: Let's go cooking in Europe" e asseguro-vos que, a maioria deles, ficou rendida às nossas sopas e também, surpresa minha, ao nosso pão. Eis a versão portuguesa (curta) do que lhes apresentei:

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

COUVE LOMBARDA SALTEADA

Ontem para o jantar fiz couve lombarda salteada com bifinhos de peru grelhados.  É um prato super fácil de fazer que se prepara em 15 minutos.

INGREDIENTES (para quatro pessoas)
Meia couve lombarda
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
sal marinho q.b.

Depois de lavar a couve, corte-a em juliana. Descasque e rale a cenoura. 
Numa frigideira coloque o azeite e os alhos picados até estes começarem a fritar. Junte a couve, a cenoura e um pouco de sal. Deixe cozinhar cerca de oito minutos mexendo com frequência (se gostar da couve mais cozida deixe cozinhar mais tempo). Está pronto! 


Acompanhei com bifinhos de peru grelhados, temperados com pimenta, pouquíssimo sal, mas com muito sumo de limão. 

Esta couve também fica bem a acompanhar qualquer tipo de peixe.
Experimentem!

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

EXERCÍCIO FÍSICO TÃO EFICAZ PARA O CORAÇÃO COMO MEDICAMENTOS

O exercício pode ser tão importante como a medicação nas pessoas com doenças cardíacas, rivalizando mesmo com os fármacos na hora de evitar a morte, indica um estudo.

O trabalho, citado pela BBC, que acaba de ser publicado no British Medical Journal, analisou 305 ensaios clínicos que envolveram 340 mil doentes para perceber o impacto tanto do exercício como dos medicamentos a prevenirem a morte em doentes cardíacos.

As conclusões dos investigadores apontam para que, em muitos casos, além da medicação os especialistas devam recomendar exercício físico aos doentes – sendo esta a melhor forma combinada de prevenir ataques cardíacos.

Ainda segundo os cientistas da London School of Economics, Harvard Medical School e Stanford University School of Medicine, a maioria dos doentes acaba por estar medicada mas por ter uma vida sedentária. E adiantam que, por exemplo, no Reino Unido apenas um terço das pessoas fazem as recomendadas duas horas e meia de exercício moderado ou moderado a intenso por semana. Pelo contrário, o consumo de medicamentos não pára de crescer.

O estudo assegura que estes dados vão no sentido contrário do que mostram os ensaios clínicos, em que os doentes que conjugavam medicação com exercício físico tiveram uma menor mortalidade. Ainda assim, foram encontradas duas excepções: os chamados "medicamentos diurético"s pareceram ser mais eficazes a evitar a mortalidade em doentes com falência cardíaca, enquanto o exercício mostrou ser melhor na esperança de vida nos casos de acidente vascular cerebral.

Em reacção ao estudo, a British Heart Foundation alertou que é muito importante que todos os doentes continuem a tomar os seus medicamentos e que a prática de exercício físico deve ser sempre vista caso a caso com o médico. Além disso, defendeu que faltam dados a longo prazo sobre os efeitos do exercício, diz a BBC.

OBESIDADE INFANTIL: Mais vale prevenir!

O número de crianças com excesso de peso não pára de aumentar. Esta apresentação, para crianças, pais e avós mostra de um modo muito simples o que está bem e o que está mal na alimentação dos mais novos que leva invariavelmente ao aumento de peso.