Hormonas podem substituir cirurgia de redução do estômago

Um estudo em curso na Grã-Bretanha está a testar o uso de hormonas libertadas após as refeições para combater a obesidade e substituir as cirurgias de redução de estômago em pacientes obesos. Estas hormonas, libertadas naturalmente pelo intestino, indicam ao corpo que a fome foi saciada, explica Steve Bloom, responsável pelo estudo e pelo departamento de estudos sobre diabetes, endocrinologia e metabolismo do Imperial College de Londres.

Inicialmente pensava-se que o sucesso da cirurgia de bypass gástrico resultava devido à redução da quantidade de alimentos tolerada pelo estômago. Mas verificou-se que os pacientes operados tinham níveis elevados de hormonas da saciedade, sinais químicos enviados pelo intestino para controlar a digestão e a compulsão alimentar.  Outra curiosidade é que estes pacientes que se submeteram a cirurgia também passaram a preferir alimentos menos gordurosos, por isso pensa-se que as hormonas mudam também o desejo por comida.
A equipa de Bloom quer replicar este efeito em pacientes que não queiram ou não possam submeter-se a cirurgia. "Ainda estamos na fase de desenvolvimento, mas já mostramos que a iniciativa funciona. Agora temos que torná-la disponível", disse Bloom. Mas ainda serão necessários cerca de nove anos até que o medicamento hormonal esteja devidamente testado, aprovado e pronto para ser comercializado.

Fonte
Postar um comentário

Postagens mais visitadas