Consumo diário de carne processada associada a morte prematura


Um estudo europeu relaciona o consumo de carnes processadas, como salsicha, presunto, salame e bacon, a um aumento do risco de morte prematura. Para cada aumento de 50 gramas no consumo diário de carnes processadas, o risco de morte prematura aumenta 18%. Os riscos de morte por cancro e doenças cardiovasculares também aumentaram: 11% para cancro e 30% para doenças cardiovasculares. Os resultados foram publicados no BMC Medicine.

De acordo com os autores, uma dieta que envolve o consumo de uma grande quantidade de carne processada está relacionada com outras escolhas pouco saudáveis. Os dados mostram que as pessoas que consomem mais desse tipo de carne ingerem menos frutas e verduras e são mais propensas ao tabagismo. No caso dos homens, o consumo elevado de carnes processadas está relacionado com maior ingestão de bebidas alcoólicas.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas