Pular para o conteúdo principal

SALA DE CONSULTA # 20: Alimentos permitidos em dieta

A Rita veio hoje à segunda consulta e trazia uma lista de alimentos na mão. Queria saber se podiam entrar no seu regime alimentar, tendo em vista a continuação do seu emagrecimento (ela perdeu quatro quilos no primeiro mês), e em que quantidades. Como imagino que a dúvida dela seja a dúvida de outros leitores e seguidores do comerbemateaos100, eis a resposta:

  • Milho: é permitido nos regimes de emagrecimento que faço e é um dos ingredientes possíveis numa salada. Pessoalmente utilizo milho cozido em lata, mas também há milho congelado;

  • Frutos secos: são permitidos, mas devem ser consumidos com moderação por serem gordos e bastante calóricos. Devem evitar-se os que têm excesso de sal.
    Nutricionalmente, os frutos secos possuem uma quantidade elevada de vitamina E, um poderoso antioxidante, e têm na sua constituição essencialmente ácidos gordos monoinsaturados e polinsaturados. Contêm ainda, entre outros micronutrientes, ácido fólico, que previne o aumento da concentração de homocisteína (um aminoácido presente no sangue, que é factor de risco de doença cardíaca) e magnésio, mineral envolvido no controlo da pressão sanguínea. 
    Para quem não quer engordar, os frutos secos devem ser consumidos numa quantidade diária que não ultrapasse os 30 gramas. A título informativo, de acordo com a Tabela de Composição de Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), deixo o valor calórico de 100g de alguns dos frutos secos mais consumidos entre nós, por ordem crescente de calorias fornecidas: amendoim - 571 kcal; castanha de caju - 607 kcal; amêndoa - 619 kcal; avelã - 677 kcal; noz - 689 kcal.

     
  • Cenoura cozida ou cenoura crua?: O amido que entra na constituição de um grande número de alimentos amiláceos, como é o caso da cenoura, é assimilado de forma diferente consoante esteja cru ou cozido. Esta é a explicação para a qual  a cenoura crua tem um índice glicémico muito menor do que a cenoura cozida, daí que em regimes de emagrecimento se priveligie a cenoura crua ou mal cozida. Ler mais sobre as características nutricionais e medicinais da cenoura aqui:  http://comerbemateaos100.blogspot.pt/2010/12/propriedades-nutritivas-e-medicinais-da.html.

  • Cogumelos: têm um valor calórico muito baixo porque o nutriente que entra em maior percentagem na sua constituição é a água (cerca de 93%). Têm ainda proteínas e fibras em pequenas quantidades e valores quase residuais de hidratos de carbono e gordura. Aos cogumelos são atribuídas propriedades imunomodulatórias, antioxidantes, anti-inflamatórias e até anticancerígenas. Podem e devem fazer parte de qualquer regime de emagrecimento. Ter apenas em atenção a origem dos cogumelos selvagens apanhados em matas, campos ou pinhais. Os que se encontram à venda nos supermercados, frescos ou congelados, são produzidos em estufa e de consumo seguro. 

  • Gelatina: como expliquei à Rita, a gelatina é a única sobremesa doce permitida nos regimes alimentares que faço. É constituída maioritariamente por água, hidratos de carbono e proteínas. Como não tem gordura é relativamente baixa em calorias (100 g de gelatina fornecem 80 kcal).  A gelatina pode comer-se como sobremesa no final de uma refeição ou ao lanche em substituição de um iogurte.  
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Leite sem lactose não é para diabéticos

Ontem de tarde, durante a consulta de atendimento a diabéticos, um dos utentes pôs-me a questão se o leite sem lactose seria o melhor para os diabéticos. A dúvida faz todo o sentido uma vez que a lactose é o açúcar natural do leite. No entanto, este leite foi criado para pessoas intolerantes à lactose, que não digerem bem o leite por deficiente produção de lactase, a enzima necessária ao desdobramento da lactose.

Então porque é que é que o leite com 0% lactose não é bom para diabéticos?

A lactose é um hidrato de carbono complexo (dissacárido) formada por duas moléculas de hidratos de carbono simples, a glicose e a galactose (monossacáridos). O leite com 0% lactose não tem, de facto lactose, mas tem os seus constituintes, a glicose e a galactose, que são açúcares simples que fazem subir a glicémia (glicose no sangue) mais facilmente. Quem prova este leite não tem dúvidas: ele é mais doce e foi por isso que o referido doente estranhou e me apareceu com o pacote de leite sem lactose na mão…

COUVE LOMBARDA SALTEADA

Ontem para o jantar fiz couve lombarda salteada com bifinhos de peru grelhados.  É um prato super fácil de fazer que se prepara em 15 minutos.

INGREDIENTES (para quatro pessoas)
Meia couve lombarda
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
sal marinho q.b.

Depois de lavar a couve, corte-a em juliana. Descasque e rale a cenoura. 
Numa frigideira coloque o azeite e os alhos picados até estes começarem a fritar. Junte a couve, a cenoura e um pouco de sal. Deixe cozinhar cerca de oito minutos mexendo com frequência (se gostar da couve mais cozida deixe cozinhar mais tempo). Está pronto! 

Acompanhei com bifinhos de peru grelhados, temperados com pimenta, pouquíssimo sal, mas com muito sumo de limão. 

Esta couve também fica bem a acompanhar qualquer tipo de peixe.
Experimentem!

O segredo de cozinhar bróculos verdes e nutritivos

Do livro "A cozinha é um laboratório" (Fonte da Palavra, 2009) transcrevo alguns conselhos para bem cozinhar os brócolos evitando, dentro do possível, perdas de nutrientes e o desenvolvimento de cores e aromas indesejáveis: "Corte-os apenas na altura de serem introduzidos na água quente. Além de os cortar em pedaços, dê um golpe longitudinal nos pedúnculos. Estes cortes têm como objectivo acelerar a cozedura, dado aumentarem a área de exposição à água quente. Adicione os brócolos à água a ferver, com o lume no máximo. Para minimizar a perda de nutrientes e ter a melhor cor final, não use muita água, nem pouca... no meio é que está a virtude! Deixe o recipiente destapado nos primeiros minutos. Cozinhe-os durante apenas cerca de 5 minutos (ficam mais estaladiços e com uma cor mais bonita). Se não os for consumir logo, passe-os por água muito fria mal sejam tirados do lume, para parar todo o processo. Como melhor alternativa, coza os brócolos em vapor. O resultado será ainda melh…