Nova York proíbe venda de refrigerantes XL


O Presidente da Camara de Nova York, Michael Bloomberg (na imagem), conseguiu fazer aprovar na passada quinta-feira a primeira proibição dos Estados Unidos aos refrigerantes de tamanho grande. Esta é a medida mais polémica para combater a obesidade e as suas complicações letais num país que está mais gordo do que nunca.

Com oito votos a favor e uma abstenção, o conselho de saúde da cidade proibiu a venda das bebidas ricas em açúcar com mais de 16 onças fluídas (aproximadamente 470 ml) praticamente em todos os locais em que são vendidos, com a excepção das lojas de conveniência e mercados. Quem violar a proibição, que não inclui os refrigerantes diet, poderá ser multado em 200 dólares.

O secretário de Saúde Thomas Farley comemorou a aprovação da medida como um passo importante para tornar os nova-iorquinos mais saudáveis e disse que é provável que seja copiada noutros lugares do país, bem como a proibição do tabaco e da gordura trans.

Fonte
Reuters, 13/09/12
Postar um comentário

Postagens mais visitadas