Passar muito tempo sentado pode ser uma actividade letal

Passar mais de onze horas por dia sentado aumenta de 40% o risco de morrer nos próximos três anos. Esta é a conclusão de um estudo, que envolveu mais de 200 000 participantes, publicado recentemente no Archives of Internal Medicine.

"Estes resultados têm importantes implicações na saúde pública", afirmou o principal autor do estudo, Dr. Hidde van der Ploeg, investigador na Escola de Saúde Pública da Universidade de Sidney, na Austrália.

Estar demasiado tempo sentado, seja em casa, no trabalho ou no trânsito, desencadeia uma série de problemas metabólicos no corpo humano e o maior prejudicado é o coração. A inactividade provocada pelo excesso de tempo sentado provoca mudanças prejudiciais nos músculos, aumentando a resistência à insulina e o nível de gordura no sangue, o que pode levar a uma série de problemas cardiovasculares.

O problema é que estes efeitos do sedentarismo não se resolvem compensando apenas com exercício físico. O estudo mostrou que os efeitos nocivos existem mesmo para indivíduos que costumam praticar actividades físicas regularmente. Exercitar-se e alimentar-se bem não basta neste caso. É preciso diminuir o período durante o qual permanecemos sentados.

Algumas soluções são apontadas por dois estudos publicados em 2008, um na revista Diabetes Care e outro no British Journal of Sports Medicine. Ambos concluíram que levantar-se da cadeira de hora a hora, por cinco minutos, ajuda a diminuir circunferência abdominal, o índice de massa corporal (IMC), os triglicerídeos e os níveis de glicose no sangue. Se não for possível levantar-se, pode sempre fazer alguns exercícios como contrair e relaxar o abdómen várias vezes por dia, movimentar as pernas, girar os pés e tornozelos para os dois lados, levantar os braços e alongar os ombros e o pescoço.

Referência:
- H. P. van der Ploeg, T. Chey, R. J. Korda, E. Banks, A. Bauman. Sitting Time and All-Cause Mortality Risk in 222 497 Australian Adults. Archives of Internal Medicine, 2012; 172 (6): 494.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas