Identificados dois novos genes envolvidos na obesidade infantil

Um estudo publicado na revista Nature Genetics identificou dois novos genes envolvidos diretamente no risco de obesidade infantil. De acordo com a investigação, desenvolvida por um consórcio internacional denominado Early Growth Genetics (EGG), os dois genes foram identificados nos cromossomas 13 e 17 e actuam nos intestinos, mas até agora não tinham sido relacionados com a obesidade. "Este é o maior estudo do genoma da obesidade infantil comum já feito" , diz Struan Grant, coordenador do estudo e director do Centro de Genómica Aplicada do Hospital Infantil de Filadélfia, nos Estados Unidos. "Estudos anteriores preocuparam-se com as formas mais extremas de obesidade, principalmente com aquelas relacionadas com síndromes de doenças raras. A nossa investigação identificou e caracterizou uma predisposição genética para a obesidade infantil comum".


Os cientistas analisaram 14 estudos dedicados ao ADN de 5530 crianças obesas em comparação com o ADN de 8300 não obesas. Observaram uma variação nos genes OLFM4, situado no cromossoma 13, e HOXB5, no cromossoma 17, que até agora não tinham sido relacionados com a obesidade. Segundo o estudo, o gene OLFM4 relaciona-se com as bactérias que habitam no intestino e que estarão envolvidas no aumento de peso e obesidade. 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas