Relatório do CDC aponta para o elevado consumo de açúcar "escondido" nos alimentos pelos jovens americanos

Cerca de 16% das calorias que os jovens americanos, com idades entre 12 e 19 anos, ingerem vêm do açúcar escondido nos alimentos, aponta o relatório do Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), órgão de saúde dos Estados Unidos.

Este açúcar está presente em refrigerantes, sorvetes, sumos concentrados, cereais de pequeno-almoço e em outros produtos processados. Os dados, colhidos entre 2005 e 2008, foram divulgados em Fevereiro pelo Centro Nacional para Estatísticas em Saúde (NCHS, na sigla em inglês).

O consumo excessivo deste tipo de açúcar está associado ao aumento do peso médio de adolescentes. A ingestão também está ligada ao aumento dos níveis de colesterol que, a longo prazo, podem ampliar o risco de doenças cardíacas. Neste aspecto, os açúcares presentes naturalmente nos alimentos, como os que encontram no leite e na fruta, não são considerados prejudiciais.

De acordo com o relatório, os meninos consomem uma média de 422 calorias por dia somente desse açúcar - a quantidade equivale a pouco mais de três latas de refrigerante.

O relatório do CDC também indicou que as crianças que menos consomem açúcares adicionados têm entre 2 e 5 anos. Os dados não mudaram significativamente de acordo com a classe social das famílias.

Cerca 60% desses açúcares consumidos pelos jovens vieram dos alimentos, e o restante das bebidas. A maior parte dessa ingestão é feita fora de casa.

Segundo os especialistas responsáveis pelo relatório, é preocupante o facto de a ingestão desse tipo de açúcar não variar muito entre jovens de 6 a 11 anos e adolescentes de 12 a 19 (que precisam de mais calorias do que os mais novos).

Não é demais repetir que é urgente os pais estarem atentos e informados para que possam ajudar reduzir o consumo deste tipo de alimentos cheios de açúcar "escondido" para combater o problema da obesidade infantil e juvenil, que atinge os Estados Unidos e vários países, entre os quais Portugal.

Fonte:
Postar um comentário

Postagens mais visitadas