PIPOCAS: um concentrado de antioxidantes

Num estudo realizado na Universidade de Scranton, nos Estados Unidos, os investigadores encontraram maior concentração de polifenóis, compostos antioxidantes, nas pipocas do que em frutas e legumes. Os polifenóis são responsáveis pela diminuição da presença dos radicais livres no organismo causadores do envelhecimento e de várias doenças como cancro e Alzheimer.

Joe Vinson, pioneiro na análise destes compostos em chocolate, nozes e outros alimentos comuns, explica que os polifenóis estão mais concentrados nas pipocas, porque têm, em média, apenas 4% de água, enquanto nas frutas e legumes os polifenóis estão diluídos em 90% de água. O mesmo acontece com as frutas secas como a passa de uva, por exemplo. Como a casca da uva também é uma boa fonte de polifenóis, quanto menos água tiver, maior será a concentração da substância antioxidante.

Vinson alertou, no entanto, que a forma como as pessoas preparam e servem as pipocas faz toda a diferença quanto à sua imagem saudável. O cientista explica que as pipocas só se tornam alimentos saudáveis se forem feitas do modo tradicional, numa panela ou pipoqueira na qual os grãos explodem no ar, sem muito óleo, nem sal, nem açúcar. As versões de microondas e as amanteigadas, como as vendidas nos cinemas, não são recomendadas. Vinson afirma ainda que as pipocas não podem substituir frutas e vegetais frescos numa dieta saudável. Frutas e verduras contêm vitaminas e outros nutrientes, que são essenciais para uma boa saúde, mas que não estão presentes nas pipocas mas que são essenciais para uma boa saúde.

Fonte: http://isaude.net
Postar um comentário

Postagens mais visitadas