FDA Prestes a Aprovar Novo Medicamento para a Obesidade

O FDA (Food and Drug Administration), agência norte-americana que regula os medicamentos e alimentos, poderá aprovar um novo medicamento para combater a obesidade, o primeiro em 13 anos. O remédio, conhecido como Qnexa®, obteve parecer positivo nesta quarta-feira após análise do comitê consultivo do governo, formado por endocrinologistas e especialistas em doenças metabólicas.

Após analisarem novos dados fornecidos pela empresa farmacêutica Vivus Inc., 20 especialistas votaram a favor do medicamento quando questionados a respeito da avaliação risco-benefício. Apenas dois membros do painel se pronunciaram contra a aprovação. Falta agora a decisão final da FDA, que deve sair até ao dia 17 de Abril próximo.

Em 2010, a FDA rejeitou por dez votos contra seis o Qnexa® devido aos riscos apresentados pelo produto. O Qnexa® concentra a combinação de duas drogas: fentermina, utilizada como inibidor de apetite, e topiramato, um medicamento anticonvulsivo que aumenta a sensação de saciedade. O medicamento pode promover entre a perda do peso corporal, num valor entre 6% e 10%,  em pacientes com sobrepeso e obesidade.

O problema apontado pela FDA é que o medicamento pode aumentar o risco de lábio leporino em crianças nascidas de mães que tomaram a pílula durante a gravidez. Na carta de rejeição enviada à empresa há dois anos, a FDA solicitou mais informações sobre os riscos cardiovasculares do medicamento e a possibilidade de malformações nos bebés expostos ao medicamento durante a gestação.

O objetivo da Vivus Inc. é conseguir a aprovação do medicamento, que seria utilizado uma vez por dia em homens e mulheres com índice de massa corporal (IMC) acima de 30 ou em pacientes com sobrepeso (IMC acima de 25) e doenças relacionadas à obesidade, como hipertensão, diabetes ou colesterol elevado. O medicamento não é indicado para a perda de peso meramente estética.

Mas deixo o alerta: seja ou não o Qnexa® aprovado, é melhor não acreditar em emagrecimentos através de  pílulas milagrosas. Para emagrecer é mesmo preciso comer menos e mexer-se mais.

Imagem : cnbc.com
1 comentário

Postagens mais visitadas