AÇÚCAR: INIMIGO DA SAÚDE PÚBLICA À ESCALA GLOBAL

Um estudo recente publicado na revista Nature por Robert Lustig, Laura Schmidt e Claire Brindis, da Universidade da Califórnia, San Francisco, revela que o excesso de consumo de açúcar é tão perigoso para a saúde quanto o tabaco ou álcool, devendo por isso ser usado com moderação.

Os autores dizem que o açúcar contribui para a obesidade em todo o mundo, sendo responsável por 35 milhões de mortes por ano devido a problemas de saúde relacionadas com ela, tais como doenças cardiovasculares, diabetes e cancro. Estas doenças prevalecem agora no mundo mais do que as doenças infecciosas. Nos Estados Unidos, 75% dos dinheiros gastos na saúde estão relacionados com a obesidade e problemas a ela associados.

Os investigadores alertam para o facto de o açúcar  ter a capacidade de aumentar a pressão sanguínea, alterar o metabolismo e os sinais hormonais e causar danos no fígado, danos estes muito semelhantes aos causados pelo consumo de álcool em excesso.

A ingestão de açúcar nos últimos 50 anos triplicou (ver figura), sendo ela hoje considerada a primeira causa do problema da obesidade que continua a aumentar à escala planetária. Mas o açúcar não faz apenas as pessoas engordarem: ele causa doenças sem haver necessariamente aumento de peso. Lustig, Schmidt e Brindis alertam para o facto de 40 por cento das pessoas com diabetes, doenças cardíacas e cancros não serem obesas.

A imagem que escolhi para ilustrar este post chama a  atenção para o facto de que refrigerantes como a coca-cola, ice-tea, fanta, etc., contêm uma grande quantidade de açúcar escondido. Como costumo dizer nas minhas consultas, eles são o modo mais rápido de ingerir açúcar e calorias. E a indústria abusa na quantidade de açúcar para os tornar viciantes. Pense nisto antes de levar bebidas desse tipo para casa!

Referência:
. Robert H. Lustig, Laura A. Schmidt, Claire D. Brindis. Public health: The toxic truth about sugar. Nature, 2012; 482 (7383): 27 DOI: 10.1038/482027a

Fonte:

http://www.sciencedaily.com/releases/2012/02/120201135312.htm
1 comentário

Postagens mais visitadas