Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Stethoscore: a aplicação para iPhone que avalia o risco cardiovascular a 10 anos

O Stethoscore é uma aplicação médica que se destina à população em geral e que fornece informação fidedigna a quem se preocupa com a saúde. A aplicação segue as guidelines oficiais do projecto SCORE (Systematic Coronary Risk Evaluation) e prevê o risco cardiovascular baseado na idade, no sexo, nos hábitos tabágicos, pressão arterial sistólica (o valor mais alto da pressão arterial) e no colesterol total.

A ideia nasceu de um grupo de amigos: Tiago Alves, estudante de Medicina da Universidade do Porto, André Sousa, estudante de Química da mesma Universidade e Nuno Santos, estudante de Design na Central Saint Martins (University of the Arts, em Londres). Os três criaram uma empresa (ainda não registada): a Savant e esta aplicação, a Stethoscore, que é uma calculadora de risco cardiovascular baseada num estudo científico aprovado pela Direcção Geral da Saúde. "Temos vindo a desenvolver websites e aplicações, sendo que uma delas é uma aplicação para iPhone, a Stethoscore, que se tem m…

E depois dos excessos da Páscoa?

Na Páscoa é difícil resistir ao cabrito, ao queijo da serra, às tentações doces, às amêndoas, aos chocolates, e a tantas iguarias hipercalóricas próprias da época. Quem não esteve atento ao balanço energético entre a ingestão alimentar e o exercício físico poderá ter ganho uns quilinhos indesejados.

Que fazer? Pois é preciso fazer a "desintoxicação" dos pratos fortes do banquete pascal. Voltar a uma alimentação equilibrada, inaugurando as refeições com sopa, seguida por um prato de carne ou peixe (é melhor o peixe!) só com salada ou legumes, e finalizando-as com uma sobremesa de fruta. Ao mesmo tempo, deve-se contrariar o sedentarismo das férias da Páscoa, com passeios diários, que assegurem o mínimo de exercício físico necessário ao bom funcionamento do organismo. Esta época do ano é, no nosso país, particularmente propícia a passeios ao ar livre. Com a temperatura a subir é importante beber mais água ou qualquer bebida caseira como chá (que pode ser gelado), infusões,lim…

Descoberto o modo como a hortelã alivia dores intestinais nos casos de síndrome do cólon irritável

Investigadores da Universidade de Adelaide, na Austrália, descobriram o mecanismo pelo qual a hortelã-pimenta alivia as dores intestinais de que sofrem os doentes com síndrome do cólon irritável. A hortelã-pimenta actua directamente num canal específico anti-dor chamado TRPM8. Este canal é activado por temperaturas frias e agentes refrescantes, como o mentol e a icilina.

Stuart Brierley, um dos membros da equipa de investigadores, explica que "a síndrome do cólon irritável é um distúrbio gastrointestinal que causa dor abdominal, distensão abdominal, diarreia e/ou obstipação. Trata-se de uma condição debilitante que afecta diariamente muitas pessoas, especialmente mulheres. Estas têm duas vezes mais probabilidades de sofrer da doença.

Alguns consideram que os sintomas aparecem após o consumo de alimentos gordurosos e picantes, café e álcool, mas é mais complexo do que isso. Parece haver uma ligação definitiva entre a síndrome e um quadro antigo de gastroenterite, que deixa as termin…

FELIZ PÁSCOA!

Como o coelhinho da Páscoa mantém a linha...

AUTO-AJUDA TARDIA

Título do livro: "Como parar de consumir em excesso",

Atenção ao consumo de bebidas energéticas por crianças, jovens e jovens adultos

O consumo de bebidas energéticas pode ser perigoso e deve ser desencorajado, em especial nas crianças e adolescentes que sofram de hiperactividade, diabetes, convulsões, alterações cardíacas ou distúrbios de humor e de comportamento ou que estejam a fazer qualquer medicação.

"Vários relatórios na literatura científica associam bebidas energéticas a efeitos secundários graves", explicou, em comunicado, Sara M. Seifert, membro da equipa de investigadores da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, que publicaram um estudo sobre o assunto na revista Pediatrics.

A equipa liderada por Steven Lipshultz analisou milhares de dados vindos de governos de vários países, grupos cívicos, relatos de casos na literatura científica e em artigos publicados na comunicação social. São vários os efeitos secundários do consumo de bebidas energéticas registados em jovens com menos de 23 anos: agitação, lesão hepática, insuficiência renal, psicose e enfarte agúdo do miocárdio. Verificou-se também…

O que há em comum entre a compulsão alimentar e a toxicodependência ?

Segundo um estudo da responsabilidade de Ashley N. Gearhardt e publicado nos Archives of General Psychiatry as pessoas que têm um comportamento alimentar compulsivo apresentam uma actividade cerebral semelhante à dos toxicodependentes, incluindo uma elevada activação do circuito de recompensa em resposta ao estímulo da comida.

O estudo analisou 48 adolescentes saudáveis do sexo feminino, que variavam entre magras e obesas, a quem foram fornecidos alimentos muito saborosos (batido de chocolate) e uma solução de controlo sem sabor. Os investigadores da Universidade de Yale, nos EUA, analisaram a relação entre os sintomas de comportamento alimentar compulsivo, diagnosticados através da Yale Alimentar Addiction Scale (YFAS), e a actividade cerebral, medida através de ressonância magnética funcional, em resposta à alimentação.

O estudo revelou que as pontuações obtidas através da YFAS se correlacionavam com uma maior activação de determinadas áreas do cérebro, incluindo o córtex cingulado an…

HIPERTENSÃO EM PORTUGAL

Mais de três milhões de portugueses sofrem de hipertensão arterial (HTA), doença que está na origem de uma em cada oito mortes no nosso país. Esta é a principal conclusão do primeiro estudo epidemiológico completo sobre HTA realizado em Portugal, da autoria de Mário Espiga de Macedo, investigador do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IMBC). O estudo deu origem ao livro «Estudo da Prevalência, Tratamento e Controlo da Hipertensão em Portugal» lançado no passado dia 1 de Abril nas Jornadas de Hipertensão, no Porto.

Mário Espiga de Macedo, especialista em Medicina Interna e Cardiologia ligado ao Hospital de S. João, tem-se dedicado ao estudo da HTA que diz ser responsável "por uma em cada oito mortes, sendo a terceira principal causa de morte no mundo". Segundo o autor, a causa não é directa mas a HTA é o principal factor de risco e está frequentemente na base de enfartes e AVCs.

O autor concluiu que "a população açoriana é a mais consciente e a mais informada"

7 de Abril - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

Informação recebida da Associação Portuguesa Nutricionistas (APN): Para a comemoração do Dia Mundial da Saúde a APN lança o seu novo e-book "Alimentação Saudável - Faça mais pela sua saúde" (download aqui).


Com o e-book "Alimentação Saudável - Faça mais pela sua saúde" apresentamos alguns fundamentos para ter uma alimentação adequada, saudável, equilibrada, variada e completa.A alimentação saudável e adequada é fundamental para que o crescimento, desenvolvimento e manutenção do organismo humano ocorra de forma apropriada e saudável.O consumo de alimentos quer a nível de quantidade, quer a nível de qualidade, têm um papel de elevada importância para evitar a ocorrência de carências e/ou excessos alimentares e assim melhorar o estado de saúde.Com este e-book, pretendemos evidenciar a importância para a saúde da aquisição de uma alimentação saudável e adequada.
Votos de boas leituras!

Alexandra Bento
Presidente da Direcção da Associação Portuguesa dos Nutricionistas

A PIRÂMIDE ALIMENTAR DE HARVARD

E por falar em pirâmide alimentar, lembro, para quem ainda não a conheça, a pirâmide alimentar, baseada nas últimas novidades da ciências, elaborada pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard (clicar na figura para ver melhor). Ver aqui.

O CORPO PIRAMIDAL

"Devo estar a comer bem: estreito em cima e largo em baixo, tal e qual a pirâmide alimentar."

ANÚNCIO DE FARINHA

Ora aqui está um anúncio muito original:

TOXINAS E ALIMENTOS BIOLÓGICOS

A última revista "Focus", num artigo transcrito da sua homóloga alemã, levanta a questão dos toxinas e outras substâncias prejudiciais à saúde nos alimentos convencionais ou biológicos. Alarmes foram levantados no início do ano pela existência de toxinas em ovos e frangos alemães. Em princípio os ovos biológicos deviam ser mais saudáveis do que os de aviário, pelo que passaram a ser mais procurados. Mas são-no de facto? Vejamos o essencial da notícia:
"Os ovos de galinha criadas em liberdade tinham mais toxinas do que as de cativeiro, segundo as análises [da agência europeia de segurança alimentar EPSA]. "normalmente os valores estão abaixo dos limites permitidos, confirma a EPSA, "mas perto de 10 por cento dos ovos biológicos ultrapassam-nos"."
O estudo é de alguns anos atrás, embora a notícia não o diga. Mas, a acreditar nele, a agricultura biológica não usa pesticidas mas usa, em muitos casos, substâncias que são tanto ou mais prejudiciais:
"Seg…

CALORIAS CINEMATOGRÁFICAS

Segundio informa o New York Times, nos Estados Unidos a FDA, responsável pelas normas de segurança alimentar, vai determinar a afixação obrigatória em restaurantes de todo o território federal (já existe essa regra nalguns estados) do número de calorias associadas a cada dose ou refeição. Tal permitirá aos utentes fazer escolhas mais conscientes que protejam melhor a sua saúde.

Mas há dois problemas ainda não resolvidos:

- as bebidas alcoólicas não estão incluídas, o que não se percebe pois certos cocktails alcoólicos são autênticas bombas calóricas.

- a medida não vai abranger estabelecimentos cujo fim principal não é o consumo de alimentos: é o caso da indústria de cinema. Já aqui falei do terrorismo alimentar praticado pelos cinemas. Mas a indústria cinematográfica tem muita força e grande parte dos seus lucros provém da venda das pipocas e das colas... A saúde para eles é o que menos importa.

CORANTES ARTIFICIAIS E HIPERACTIVIDADE INFANTIL

Um painel de especialstas consultado pela Food and Drug Administration (FDA), a agência americana de defesa do consumidor, adverte que o consumo de corantes artificiais pode causar alterações comportamentais, como hiperactividade ou déficit de atenção nalgumas crianças. A preocupação é devida ao número crescente de trabalhos que estabelecem relação entre consumo de corantes artificiais nos alimentos e bebidas consumidas pelas crianças e alterações do seu comportamento.

Fonte
http://www.nytimes.com