Pular para o conteúdo principal

OS LEITORES QUEREM SABER

Uma leitora deste blogue colocou-me perguntas cujas respostas partilharei com todos os restantes leitores num novo espaço semanal, todas as terças-feiras, que hoje começa e se intitula OS LEITORES QUEREM SABER. A partir desta semana os leitores que pretenderem saber mais sobre algum assunto relacionado com alimentos, nutrição, saúde ou longevidade podem colocar questões, utilizando para isso o espaço dos comentários ou o meu e-mail (ver coluna lateral). Espero que as respostas aqui dadas venham a interessar mais leitores.

"Sou uma leitora fiel deste blogue. Tenho tirado dele muitas ideias... Quero perguntar-lhe duas coisas:
1. Quando é o lançamento do livro?
2. Tenho uma amiga que tem um linfoma não-Hodgkin, B, indolente, folicular, que não está a fazer qualquer tipo de quimioterapia. Aconselha algum tipo especial de dieta? Pode dar-me só algumas dicas?
Obrigada! "

1. O meu livro "Emagrecer é...", deve sair em Outubro, mas eu darei conta da sua publicação neste blogue.

2. Quanto à sua amiga, com linfoma não-Hodgkin:

O linfoma não-Hodgkin, B, indolente é um cancro do sistema linfático que afecta principalmente os linfócitos B (ou células B) e é indolente porque o seu crescimento é lento. Este tipo de linfoma é mais frequente em pessoas adultas.

Apesar de não existirem recomendações alimentares específicas para o tratamento deste tipo de linfoma sabe-se que a alimentação pode dar uma preciosa ajuda em qualquer tipo de cancro. Assim, recomenda-se manter uma alimentação à base de legumes, frutas e pouca carne ou outros alimentos proteicos. A sopa de legumes deve estar presente nas duas principais refeições. Deve dar-se preferência ao peixe que pode ser acompanhado por saladas, temperadas com vinagre e azeite, ou legumes cozidos ou salteados em azeite e alho. Os bróculos, por exemplo, contêm poderosos compostos antioxidantes (sulforafano) descritos na prevenção e tratamento de diversos tipos de cancro. As frutas devem ser variadas, mas não podem faltar os citrinos e as uvas pretas, mirtilos e todas as bagas azuis ou roxas pelo mesmo motivo dos bróculos. Usar ervas para tempero (saliento a salsa picada crua). Evitar o leite, pelo elevado teor em triptofano, e os doces porque o açúcar alimenta as células cancerígenas (a frutose pode ser usada em alternativa). Deve também incluir semanalmente algumas azeitonas porque contêm ácido oleico e outros nutrientes que inibem determinados factores de crescimento do cancro. E para beber durante o dia a escolha deve recair no chá verde ou preto, quente ou frio. Mas não se esqueça que o deve beber sem açúcar...
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Leite sem lactose não é para diabéticos

Ontem de tarde, durante a consulta de atendimento a diabéticos, um dos utentes pôs-me a questão se o leite sem lactose seria o melhor para os diabéticos. A dúvida faz todo o sentido uma vez que a lactose é o açúcar natural do leite. No entanto, este leite foi criado para pessoas intolerantes à lactose, que não digerem bem o leite por deficiente produção de lactase, a enzima necessária ao desdobramento da lactose.

Então porque é que é que o leite com 0% lactose não é bom para diabéticos?

A lactose é um hidrato de carbono complexo (dissacárido) formada por duas moléculas de hidratos de carbono simples, a glicose e a galactose (monossacáridos). O leite com 0% lactose não tem, de facto lactose, mas tem os seus constituintes, a glicose e a galactose, que são açúcares simples que fazem subir a glicémia (glicose no sangue) mais facilmente. Quem prova este leite não tem dúvidas: ele é mais doce e foi por isso que o referido doente estranhou e me apareceu com o pacote de leite sem lactose na mão…

COUVE LOMBARDA SALTEADA

Ontem para o jantar fiz couve lombarda salteada com bifinhos de peru grelhados.  É um prato super fácil de fazer que se prepara em 15 minutos.

INGREDIENTES (para quatro pessoas)
Meia couve lombarda
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
sal marinho q.b.

Depois de lavar a couve, corte-a em juliana. Descasque e rale a cenoura. 
Numa frigideira coloque o azeite e os alhos picados até estes começarem a fritar. Junte a couve, a cenoura e um pouco de sal. Deixe cozinhar cerca de oito minutos mexendo com frequência (se gostar da couve mais cozida deixe cozinhar mais tempo). Está pronto! 

Acompanhei com bifinhos de peru grelhados, temperados com pimenta, pouquíssimo sal, mas com muito sumo de limão. 

Esta couve também fica bem a acompanhar qualquer tipo de peixe.
Experimentem!

O segredo de cozinhar bróculos verdes e nutritivos

Do livro "A cozinha é um laboratório" (Fonte da Palavra, 2009) transcrevo alguns conselhos para bem cozinhar os brócolos evitando, dentro do possível, perdas de nutrientes e o desenvolvimento de cores e aromas indesejáveis: "Corte-os apenas na altura de serem introduzidos na água quente. Além de os cortar em pedaços, dê um golpe longitudinal nos pedúnculos. Estes cortes têm como objectivo acelerar a cozedura, dado aumentarem a área de exposição à água quente. Adicione os brócolos à água a ferver, com o lume no máximo. Para minimizar a perda de nutrientes e ter a melhor cor final, não use muita água, nem pouca... no meio é que está a virtude! Deixe o recipiente destapado nos primeiros minutos. Cozinhe-os durante apenas cerca de 5 minutos (ficam mais estaladiços e com uma cor mais bonita). Se não os for consumir logo, passe-os por água muito fria mal sejam tirados do lume, para parar todo o processo. Como melhor alternativa, coza os brócolos em vapor. O resultado será ainda melh…