FUTEBOL FAZ MAL AO CORAÇÃO DOS ADEPTOS

Um estudo inglês realizado na Alemanha durante o Mundial de Futebol de 2006 e publicado no The New England Journal of Medicine mostrou que houve um aumento significativo do número de emergências cardíacas nos dias dos jogos da selecção alemã. As vítimas, 4279 pessoas da região de Munique, local onde se realizou o estudo, foram mais homens do que mulheres. No gráfico (clique para aumentar) comparam-se as emergências cardiovasculares em iguais períodos dos anos de 2003, 2005 (períodos de controlo) e 2006. Os picos correspondem aos dias dos jogos da selecção alemã e os dois jogos mais problemáticos foram com as selecções da Argentina (decidido em penaltis) e da Itália (que eliminou a Alemanha) acabando por consagrar-se campeã do mundo.
Os responsáveis por esse crescimento, segundo os investigadores, são, em primeiro lugar, o stresse emocional, mas também o aumento do consumo de tabaco, junk food e de bebidas alcoólicas pelos adeptos alemães nos dias dos jogos.
O que tiramos daqui é que o stresse emocional é um factor de risco cardiovascular que não deve ser descurado. Quem sabe sofrer de doenças cardíacas, como doença coronária ou angina de peito, deverá tomar precauções, aconselhando-se com um médico, nos dias em que assiste aos jogos da sua equipa.

Referência
Ute Wilbert-Lampen, M.D., David Leistner, M.D., Sonja Greven, M.S., Tilmann Pohl, M.D., Sebastian Sper, Christoph Völker, Denise Güthlin, Andrea Plasse, Andreas Knez, M.D., Helmut Küchenhoff, Ph.D., and Gerhard Steinbeck, M.D. Cardiovascular Events during World Cup Soccer.New Engl J Med 2008; 358:475-483January 31, 2008
3 comentários

Postagens mais visitadas