E se a obesidade infantil for causada por um vírus?


A hipótese de que a obesidade pode ter uma origem infecciosa ganhou mais consistência num estudo realizado por investigadores da Universidade da Califórnia (UCLA)que descobriram que crianças expostas a uma estirpe particular do adenovírus (causador de infecções respiratórias e gastrointestinais) são mais propensos à obesidade. O trabalho publicado na revista Pediatrics averiguou a presença de anticorpos específicos para adenovírus 36, ligados anteriormente ao excesso de peso. No total, foram analisadas 124 crianças, com idades entre 8 e 18 anos. Os resultados mostraram que esses anticorpos foram encontrados em 19 crianças e a maioria delas (78%) era obesa.

Os investigadores constataram ainda que esses anticorpos eram mais comuns em crianças obesas: 15 das 67 com excesso de peso deram resultado positivo para o vírus, em comparação com as que tinham peso normal – quatro das 57. De acordo com o estudo, os voluntários com esses anticorpos tinham 22 quilos a mais do que aquelas que apresentaram exame negativo.

Apesar de sabermos que a maioria das crianças obesas são-no porque se alimentam mal, e os pais têm aqui grande responsabilidade, este estudo alerta para a possibilidade da maior facilidade de ganhar peso ser devida a uma infecção pelo adenovírus 36 em qualquer fase da infância.

Referência
Charles Gabbert, MDa,b, Michael Donohue, PhDc, John Arnold, MDd, Jeffrey B. Schwimmer, MDa,e. Adenovirus 36 and Obesity in Children and Adolescents. Pediatrics (doi:10.1542/peds.2009-3362)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas