Crianças que dormem pouco têm maior risco de obesidade


Post convidado da minha colega nutricionista Alexandra Mendes:

Um novo estudo, publicado na edição de Setembro da revista Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine, refere que as crianças que dormem menos horas à noite têm maior risco de desenvolver obesidade infantil. E não adianta compensar as horas de sono perdidas com uma sesta.

O estudo realizado nas Universidades de Washington e da Califórnia avaliou os hábitos de sono de 1930 crianças separadas em dois grupos por idades: um dos 0 aos 5 anos e outro dos 5 aos 13 anos. As informações foram recolhidas em dois momentos com um intervalo de cinco anos. Os investigadores concluiram que 33% das crianças em idade pré-escolar que apresentavam excesso de peso ou eram obesas eram as que dormiam menos horas. No grupo dos mais velhos não se observou qualquer relação.

Estes resultados mostram que dormir pouco nos primeiros cinco anos de vida é um factor de risco de obesidade.

Referência:
Janice F. Bell; Frederick J. Zimmerman. Shortened Nighttime Sleep Duration in Early Life and Subsequent Childhood Obesity. Arch Pediatr Adolesc Med, Sep 2010; 164: 840 - 845

Imagem
David Roth - Getty Images
1 comentário

Postagens mais visitadas