Mais Sopa e Menos Fast Food

A Ministra da Saúde, Ana Jorge, há dias no Porto, apelou às famílias portuguesas para fazerem sopa em casa em vez de gastarem em fast food, como forma de combater a obesidade e de fazer contenção económica. De facto, um prato de sopa é rico em nutrientes, pobre em calorias e ao mesmo tempo barato, o que em tempo de crise poderá ser a base do sustento das famílias. Uma sopa de feijão, ou grão ou ervilhas, por exemplo, pode constituir uma refeição porque tem hidratos de carbono, proteínas (vegetais) , gordura (azeite), vitaminas, minerais e fibras.
1 comentário

Postagens mais visitadas