A MATEMÁTICA DO PESO: Como Perder 4 kg num Mês

Na luta contra o excesso de peso têm que ser usadas duas armas igualmente poderosas. Uma, como temos visto, é a restrição calórica da alimentação e a outra é, obviamente, o aumento do consumo energético graças ao exercício físico. Deste modo consegue-se criar um balanço energético negativo, indispensável para perder peso (gordura). De facto, se pretende emagrecer, o que significa perder massa gorda, deve não só praticar algumas restrições alimentares, mas também - e isso é essencial - mexer-se mais. A redução do peso é muito mais rápida se se fizer actividade física ao mesmo tempo que se cuida da alimentação.

A matemática do peso...

Cada quilo de gordura que se acumula nas ancas (corpo ginóide) ou na barriga (corpo andróide) guarda cerca de 8000 quilocalorias. Perder 4 quilogramas de gordura num mês equivale a um balanço energético negativo de 32 000 quilocalorias. Se caminharmos uma hora e vinte todos os dias "queimaremos" 12 000 quilocalorias num mês (400 quilocalorias por dia) faltando 20 000 quilocalorias que devem ser subtraídas por meio da alimentação. Parece muito, mas não se assuste! Eu ajudo. Esta restrição calórica é conseguida facilmente se o leitor optar pela sopa, legumes e frutas. Um prato de sopa, por exemplo, fornece cerca de 80 quilocalorias. Enchemos a barriga por um valor calórico inferior ao de um iogurte. Como segundo prato, coma peixe ou carne ou dois ovos só com salada mista ou legumes ou fruta. Deste modo, conseguirá restringir cerca de 300 quilocalorias ao almoço e 300 ao jantar (no final de um mês são 18 000). Depois é comer lanches da manhã e da tarde com iogurte e/ou fruta e abster-se de comer "hipercalóricos": chocolate, bolos, bolachas, cereais de pequeno-almoço, ice-teas, colas, amendoins, batatas fritas e outros snacks fritos.

Contas feitas, mãos à obra! Emagrecer exige persistência e um esforço consciente,mas não é nada do outro mundo!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas