Comer bem até aos 114 anos

O francês Hervé le Bras, apresenta na revista "Récherche" deste mês um artigo onde fornece argumentos que justificam que não é possível viver mais do que 114 anos.

A ideia é simples e conhecida há muito. Aos 40 anos o risco de se morrer no curso do ano seguinte sobe linearmente de cerca de 0,09% em cada ano. Assim, no caso da França, esse risco é de 1,13% para os homens de 60 anos, 1,21% para os homens de 61 anos, 1,30% para os homens de 62 anos, etc. Aos 85 anos é de 10,2%. Ora basta prolongar essa recta até que se atinja o valor de 100%, isto é morte certa. A idade de morte certa, com base nos dados actuais, é de 114 anos.

Há só um problema: Este é um resultado estatístico. E há excepções, por exemplo a anciã Jeanne Calment (na figura) que atingiu os 122 anos, isto é, que passou o prazo de validade que a ciência estatística lhe dava...
Postar um comentário

Postagens mais visitadas