Trabalho em excesso aumenta o risco de doença cardíaca


Quem trabalha mais do que a norma, geralmente homens jovens que ocupam postos de maior responsabilidade, tem risco aumentado de desenvolver problemas cardíacos segundo um estudo publicado no European Heart Journal. Neste estudo (baptizado Whitehall II) dirigido por Marianna Virtanen, foram acompanhados um total de 6014 trabalhadores londrinos com idades entre 39 e 61 anos (4262 homens e 1752 mulheres) e sem patologia cardíaca, durante onze anos. Segundo os autores, a relação entre as horas adicionais de trabalho e as enfermidades cardiovasculares parece clara, mas as causas nem tanto. Existe a possibilidade de que o stresse crónico, geralmente associado às longas horas de trabalho, afecte o organismo encobrindo os estados depressivos, de ansiedade ou de falta de sono. Por outro lado o pouco tempo que resta do dia para praticar exercício físico e ter hábitos alimentares saudáveis poderá dar um contributo decisivo para o problema.

Imagem
http://stanford.wellsphere.com/general-medicine-article/introduction-to-stress/413212
1 comentário

Postagens mais visitadas