Inscreva a sua Escola no "Programa 5 ao Dia"


Esta manhã estive no Mercado Abastecedor de Coimbra (MAC) a participar no “Programa 5 ao Dia” destinado a promover o consumo de frutas e produtos hortícolas junto dos mais novos. Porquê 5 ao dia?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou o baixo consumo de frutas e legumes como um dos dez principais factores de risco de morte prematura por cancro e doenças cardiovasculares. Nas conclusões do Relatório Mundial de Saúde de 2003 pode ler-se que 31 por cento das doenças isquémicas, 11 por cento dos AVC e 19 por cento dos casos de cancro gastrointestinais em todo o mundo são devidos ao baixo consumo de frutas e vegetais. A OMS estima ainda que 2,7 milhões de vidas por ano poderiam ser evitadas se se aumentasse o consumo de frutas e vegetais. Perante estes números assustadores reuniram-se especialistas da OMS e da Food and Agriculture Organization (FAO) para estabelecer uma recomendação universal para o consumo de frutas e vegetais e chegaram ao número de 400 g como sendo a quantidade mínima diária, isto é, 5 porções de frutos e vegetais (no mínimo) por dia. O National Cancer Institute norte-americano vai mais longe. Recomenda nove porções aos homens, sete às mulheres e cinco às crianças. Do meu ponto de vista é mais correcto porque as necessidades nutricionais, entre outros factores, variam com o sexo e com a idade. Mas, no que toca ao consumo destes alimentos, alinho mais pela máxima "frutos e vegetais nunca são de mais".

Relembro que uma porção de vegetais equivale a uma chávena almoçadeira cheia de vegetais variados e uma porção de fruta são cerca de oitenta gramas de fruta (ver equivalências aqui).

O "Programa 5 ao dia" foi uma iniciativa da "Associação 5 ao dia" e teve início no Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL) e no Mercado Abastecedor da Região de Évora (MARE). Em Setembro de 2009 (início do ano lectivo) o MAC aderiu a esta iniciativa.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas