Acções Benéficas da Flora Intestinal

Para se perceber melhor a importância do estudo, referido no post anterior, efectuado no âmbito do projecto europeu MetaHIT (Metagenomics of the Human Intestinal Tract), vou falar das acções benéficas da flora intestinal.

O ambiente intestinal do indivíduo adulto é um ecossistema complexo composto por milhões de microorganismos de diferentes espécies (bactérias, fungos e vírus), sendo a maioria bactérias. Vivemos numa relação de simbiose com estes seres vivos microscópicos que protegem de infecções, constituem uma barreira imunológica, auxiliam na digestão e absorção, produzem vitaminas do complexo B e vitamina K, regulam o pH (devido à metabolização dos hidratos de carbono) e o trânsito intestinal, e estimulam a resposta imunológica.

As escolhas alimentares que fazemos influenciam decisivamente o frágil equilíbrio de uma flora intestinal saudável. A alimentação deve ser diversificada, não podendo faltar diariamente legumes, frutas, cereais, leguminosas e lacticínios por serem fontes naturais de hidratos de carbono complexos (nos quais se incluem as fibras), que são o substrato alimentar que permite o crescimento das estirpes de bactérias benéficas no intestino. Pelo contrário, uma alimentação rica em alimentos gordurosos, com excesso de açúcar, com poucas fibras, sem lacticínios e com alimentos feitos de farinhas refinadas desequilibram a flora intestinal benéfica, criando um ambiente propício a várias doenças, entre as quais a obesidade, o cancro, a doença inflamatória intestinal e outras doenças auto-imunes.

Imagem:http://www.nature.com
Postar um comentário

Postagens mais visitadas