Emagrecer é...

Trocar as voltas ao Inverno

O frio, os pratos tradicionais mais calóricos e a preguiça de sair de casa nos dias pequenos poderão fazer com que se pense que o Inverno seja uma barreira à boa forma física e ao emagrecimento. Mas pode não ser bem assim. O frio faz aumentar o gasto energético para manter a temperatura corporal. Se soubermos escolher alimentos de baixa densidade energética podemos aproveitar para gerar um balanço energético negativo, isto é, uma situação em que o consumo de calorias pelo organismo é superior à ingestão, condição, como sabemos, indispensável para emagrecer.

A densidade energética é definida como a quantidade de energia por unidade de peso. Na prática corresponde à quantidade de calorias numa porção de alimento (kcal/100 g). Por exemplo, o queijo tem uma densidade energética elevada (e tanto mais elevada quanto mais gordo for) porque um pedaço pequeno contém muitas calorias. Pelo contrário, os vegetais têm pouquíssimas calorias mesmo em grandes volumes. Está visto que a chave para emagrecer é aumentar a ingestão destes últimos.

Aproveite o Inverno para comer sopa mais vezes, já que a sopa é o alimento de baixa densidade energética por excelência, que permite saciar com cerca de 80 a 100 kcal. Acompanhe a carne ou o peixe com legumes cozidos, estufados (ver receita aqui) ou saladas mistas. Comer fruta à tarde, a meio da manhã ou quando a fome surge antes da refeição. Deste modo ficamos bem alimentados com poucas calorias, a chave do sucesso de qualquer programa de controlo de peso e a melhor forma de trocar as voltas ao Inverno quando o objectivo é emagrecer.

Consulte a "Tabela de Composição Nutricional", com valores de densidade energética dos alimentos mais consumidos no nosso país, no sítio www.rituais.net.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas