Gripe A e Obesidade

Segundo um estudo do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), a obesidade mórbida é um factor de risco para as complicações clínicas da gripe A. A explicação fisiológica para este facto é que o excesso de gordura intra-abdominal comprime as bases pulmonares, o que resulta na dificuldade de inspirar profundamente e também de tossir de forma a eliminar as secreções brônquicas. Pelos mesmos motivos de compressão das bases pulmonares também as gestantes, no período final da gravidez, têm risco acrescido de complicações clínicas devidas à gripe A.

Se pertence a um destes dois grupos de risco, redobre os cuidados de prevenção da gripe A, porque o número de casos está a aumentar de dia para dia. Evite ambientes fechados cheios de gente (Pavilhões, Centros Comerciais, etc.), lave as mãos várias vezes ao dia, reforce o consumo de alimentos ricos em vitamina C e vá bebendo água ou chá durante o dia, para fluidificar as secreções. Veja aqui as medidas de prevenção da doença recomendadas pelo Ministério da Saúde.
1 comentário

Postagens mais visitadas