Amamentar beneficia as mães após a menopausa

É consensual que o leite materno é o melhor, o mais completo e o mais equilibrado alimento para o bebé durante os primeiros meses de vida. Para a mãe, dar de mamar, ajuda a recuperar o peso e faz com que o útero volte ao seu tamanho original de forma mais rápida devido às contracções uterinas que provoca.

Agora, um estudo que será publicado na edição de Maio da revista Obstetrics & Gynecology e que envolveu 139 681 mulheres inscritas no Women's Health Initiative sugere que as mulheres que amamentam estão mais protegidas das doenças que as afectam décadas mais tarde, após a menopausa. Os benefícios aumentam com o tempo de duração do aleitamento. Mulheres que amamentaram por períodos superiores a um ano têm 20 por cento menos probabilidade de ter diabetes, 12 por cento menos probabilidade de ter hipertensão, 19 por cento menos probabilidade de ter colesterol elevado e nove por cento menos probabilidade de ter enfarte ou acidente vascular cerebral.

Outros especialistas alertaram que, embora o estudo tenha demonstrado uma associação entre a amamentação e os benefícios para a saúde da mãe, não há necessariamente uma relação causal. Para estes peritos, as mulheres que amamentam podem simplesmente levar vidas mais saudáveis. O estudo carece de uma nova análise capaz de contabilizar todos estes factores entre os dois grupos.

Fonte: The New York Times

1 comentário

Postagens mais visitadas