sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Estilo de vida e prevenção de diversos tipos de cancro

Foi hoje divulgado em todo o mundo um novo relatório do American Institute for Cancer Research, que reafirma a importância de um estilo de vida saudável na redução do risco de cancro. No relatório pode ler-se que 45 por cento dos cancros de cólon e 38 por cento dos cancros da mama podem ser evitados através da alimentação, da actividade física e da manutenção do peso dentro de valores desejáveis.

O Dr.Tim Byers (na imagem) membro do painel de especialistas afirmou que "cada ano que passa há milhões de casos de cancro, a nível mundial, que poderiam ter sido evitados. Por isso, precisamos de agir agora, antes que a situação fique ainda pior."

Portugal vem referido no relatório, juntamente com o Brasil e o Japão, por ter dietas tradicionais excepcionalmente salgadas, o que está associado a casos de cancro de estômago.

Para ler o relatório completo e as intervenções dos especialistas na reunião de lançamento do livro Policy and Action for Cancer Prevention, clique aqui.

A lipoaspiração não é um método de emagrecimento

Antes de decidir fazer uma lipoaspiração com o objectivo de emagrecer leia o artigo da revista brasileira Veja contendo perguntas e respostas sobre o assunto. Embora seja retratada a realidade brasileira podemos tomá-la como exemplo, porque afinal também em Portugal é cada vez mais comum o recurso a este tipo de cirurgias para emagrecer. Transcrevo o início do artigo que pode ser lido na íntegra aqui:
Campeã das cirurgias plásticas - é o procedimento mais feito pelas brasileiras - a lipoaspiração conquista cada vez mais adeptas, tornando-se acessível também para mulheres com pouco dinheiro, mas que buscam uma forma física perfeita. A popularização dessa cirurgia, contudo, motivou o surgimento de clínicas com infraestrutura precária, onde as pacientes enfrentam muitos riscos. No final de Janeiro, a recepcionista Regiane Aparecida Bauer, de 27 anos, morreu após uma parada cardiorrespiratória durante a operação numa clínica da zona leste de São Paulo. Conforme levantamento realizado entre 2001 e 2008 pelo Conselho Regional de Medicina (Cremesp), a lipo ocupa o topo do ranking de processos que investigam problemas decorrentes de cirurgias e até a morte de pacientes na mesa de operaçâo. De 289 processos movidos contra médicos da área estética, 33,5% referem-se à lipoaspiração. Entenda em que casos a lipo é indicada e saiba como escolher um local que não oferece risco à sua saúde.

Fonte: http://veja.abril.uol.com.br

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Dieta rica em frutas e verduras pode reduzir até 20% a perda de visão

Cientistas da Universidade de Liverpool afirmaram que a degeneração macular relacionada com o envelhecimento - uma das principais causas de cegueira nos idosos - pode ser reduzida até vinte por cento se se aumentar o consumo de frutas, verduras e nozes ao longo da vida. A mácula, que é a parte central e mais sensível da retina, quando começa a degenerar, torna a visão central turva, impedindo a visão de pequenos pormenores.

A fruta e as verduras proporcionam vitaminas A, C, E, selénio e numerosos compostos antioxidantes que previnem e travam o avanço da degeneração macular. Os vegetais de folhas verde escura, por exemplo, contêm grandes quantidades de luteína e de zeaxantina, dois pigmentos que entram na constituição da mácula.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

HUMOR - Número de Identificação Nacional

Transcrevo uma anedota que circula na net, de autor desconhecido, que poderá ser uma antevisão do futuro:

- Telefonista: Pizza Hut, boa noite!

- Cliente: Boa noite, quero encomendar pizzas...

- Telefonista: Pode-me dar o seu NIN?

- Cliente: Sim, o meu Número de Identificação Nacional é o 6102 1993 8456 5463 2107.

- Telefonista: Obrigada, Sr. Lacerda. O seu endereço é Avenida Paes de Barros, 19, Apartamento 11, e o número do seu telefone é o 21549 4236, certo? O telefone do seu escritório na Liberty Seguros, é o 21 574 52 30 e o seu telemóvel é o 96 266 25 66, correcto?

- Cliente: Como é que conseguiu todas essas informações?

- Telefonista: Porque estamos ligados em rede ao Grande Sistema Central.

- Cliente: Ah, sim, é verdade! Quero encomendar duas Pizzas: uma Quatro Queijos e outra Calabresa...

- Telefonista: Talvez não seja boa ideia...

- Cliente: O quê...?

- Telefonista: Consta na sua ficha médica que o senhor sofre de hipertensão e tem a taxa de colesterol muito alta. Além disso, o seu seguro de vida proíbe categoricamente escolhas perigosas para a saúde.

- Cliente: Claro! Tem razão! O que é que sugere?

- Telefonista: Por que é que não experimenta a nossa Pizza Superlight, com tofu e rabanetes? O senhor vai adorar!

- Cliente: Como é que sabe que vou adorar?

- Telefonista: O senhor consultou a página 'Receitas Gulosas com Soja' da Biblioteca Municipal, no dia 15 de Janeiro, às 14:27 e permaneceu ligado à rede durante 39 minutos. Daí a minha sugestão...

- Cliente: Ok, está bem! Mande-me então duas pizzas tamanho familiar!

- Telefonista: É a escolha certa para o senhor, a sua esposa e os vossos quatro filhos, pode ter a certeza.

- Cliente: Quanto é?

- Telefonista: São 49,99.

- Cliente: Quer o número do meu cartão de crédito?

- Telefonista: Lamento, mas o senhor vai ter que pagar em dinheiro. O limite do seu cartão de crédito foi ultrapassado.

- Cliente: Tudo bem. Posso ir ao Multibanco levantar dinheiro antes que chegue a pizza.

- Telefonista: Duvido que consiga. A sua conta de depósito à ordem está com o saldo negativo.

- Cliente: Meta-se na sua vida! Mande-me as pizzas que eu arranjo o dinheiro. Quando é que entregam?

- Telefonista: Estamos um pouco atrasados. Serão entregues em 45 minutos. Se estiver com muita pressa pode vir buscá-las, se bem que transportar duas pizzas na moto, não é lá muito aconselhável. Além de ser perigoso...

- Cliente: Mas que história é essa? Como é que sabe que eu vou de moto?

- Telefonista: Peço desculpa, mas reparei aqui que não pagou as últimas prestações do carro e ele foi penhorado. Mas a sua moto está paga e então, pensei que fosse utilizá-la.

- Cliente: Foooddddddd.......!!!!!!!!!

- Telefonista: Gostaria de pedir-lhe para não ser mal educado... Não se esqueça de que já foi condenado em Julho de 2006 por desacato público a um agente da autoridade

- Cliente: (Silêncio)

- Telefonista: Mais alguma coisa?

- Cliente: Não, é só isso. Não! Espere... Não se esqueça dos 2 litros deCoca-Cola que constam na promoção.

- Telefonista: O regulamento da nossa promoção, conforme citado no artigo 095423/12, proíbe a venda de bebidas com açúcar a pessoas diabéticas...

- Cliente: Aaaaaaaahhhhhhhh!!!!!!!!!!! Vou atirar-me pela janela!!!!!

- Telefonista: O quê?... Vai torcer um pé? O senhor mora no rés-do-chão...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Universidade do Porto no Twitter


Informação recebida da Universidade do Porto:

A partir de agora, saber o que acontece na Universidade do Porto (U. Porto) tornou-se mais simples. A U. Porto está no Twitter e, através da utilização deste inovador serviço de microblogging, será possível ter um contacto mais próximo e rápido com a comunidade da U. Porto, os antigos estudantes e o público em geral.

Respondendo ao mote do Twitter “O que estás a fazer?”, passou a ser possível seguir ao minuto o que acontece na maior universidade portuguesa. Em apenas 140 caracteres, todas as notícias e os eventos que preenchem o quotidiano da U. Porto têm agora lugar numa das mais populares ferramentas da Web 2.0.

O Twitter da U.Porto pode ser seguido em http://twitter.com/uporto.

Combate ao desperdício poderia ajudar a resolver a fome


Transcrevo duas frases de uma notícia do jornal Público de 20 de Fevereiro de 2009, sobre a fome no mundo. O artigo, escrito por Ana Fernandes, vem a propósito de uma reunião ambiental da ONU que decorreu no Quénia, na semana passada:
"Para alimentar a população que se adivinha existir em 2050, bastaria usar com eficiência o que hoje o planeta já produz."

"(...) O mundo produz comida suficiente para alimentar toda a gente - a fome é muito fruto de uma distribuição desigual, que inunda de abundância certas regiões do planeta e deixa à míngua muitas outras."

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Ovos ao pequeno-almoço, sim ou não ?

Comer ovos ao pequeno-almoço, uma tradição inglesa com muitos adeptos entre nós, pode trazer algumas vantagens a quem queira perder peso. Um estudo recente mostra que as proteínas do ovo, de alto valor biológico devido ao perfil de aminoácidos essenciais, contribuem para o ganho de força muscular e para a regulação dos níveis glicémicos. Estas características são vantajosas para as pessoas que praticam desporto e para o controle do peso.

Cada ovo de tamanho L fornece cerca de 75 kcal e é boa fonte de tiamina, riboflavina, ácido fólico e vitaminas B12 e B6 (essenciais para a produção de energia). Tem proteínas de elevada qualidade (6 gramas/ovo) que correspondem a 13% da quantidade diária recomendada.

Relativamente ao colesterol, é excessiva a culpa atribuída ao ovo. Está provado que são as gorduras saturadas e as gorduras hidrogenadas (gorduras trans) as principais responsáveis pelo aumento dos níveis de colesterol sanguíneo.

Por tudo isto, parece-me que comer ovos ao pequeno-almoço (claro, sem bacon e sem batatas) poderá trazer benefícios não só a quem queira emagrecer mas também a quem pratique actividades desportivas.

Fonte: Nutritiontodayonline.com

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

O peixe na prevenção do cancro colo-rectal

Comer peixe e/ou camarão cinco vezes por semana reduz em 40% o risco de desenvolver cancro colo-rectal. Embora a causa específica deste efeito protector não tenha sido identificada, os investigadores acreditam que os ácidos gordos ómega 3 e a vitamina D do peixe podem ser os responsáveis. Outra hipótese é a de que os apreciadores de peixe ingerem menos carne vermelha, que é um reconhecido factor de risco do cancro colo-rectal.

Fonte: http://performance.clix.pt/html/nutricao_desc.asp?id=551
Fonte da Imagem: http://www.gettyimages.com/Search/Search.aspx/1/creative?language=EN_US&esource=iStock_Search_Bn_img&license=rm%2Crr%2Crf&phrase=fish+with+vegetables#

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Complexos vitamínicos não têm qualquer acção na prevenção de doenças


Um novo estudo forneceu a prova definitiva de que os complexos multivitamínicos não têm qualquer efeito na prevenção nem do cancro nem de doenças cardiovasculares, as duas principais causas de morte em mulheres após a menopausa.

O estudo avaliou a utilização dos suplementos multivitaminicos, durante oito anos, em quase 162.000 mulheres inscritas no Women's Health Initiative, um dos maiores estudos norte-americanos sobre dieta e saúde, destinado a encontrar as causas mais comuns de morte, incapacidade e perda de qualidade de vida das mulheres depois da menopausa.

A coordenadora do estudo, Marian L. Neuhouser, membro da Divisão de Ciências de Saúde Pública do Centro Hutchinson, afirmou: "Para nossa surpresa, descobrimos que as multivitaminas não diminuem o risco dos cancros mais comuns e também não têm qualquer impacto nas doenças cardíacas". Neuhouser advertiu que o estudo não incluiu homens e, portanto, que os resultados podem não se aplicar a eles.

Para termos a certeza que a nossa nutrição é adequada, Neuhouser aconselhou a obter os nutrientes dos alimentos e não dos suplementos alimentares. Comer uma grande variedade de frutas, legumes e grãos inteiros é particularmente importante. "A comida é melhor do que suplementos!"

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

A canela e a diabetes tipo 2

Uma colher de chá de canela por dia ajuda no tratamento da diabetes tipo 2 e na melhoria das taxas de colesterol e trigliceridos sanguíneos, é a conclusão de estudos do United States Department of Agriculture (USDA).

Também Mohammad Roji Sarmidi, investigador da Universidade Tecnológica da Malásia, havia já publicado um estudo (em 2006) sobre a acção da canela no tratamento da diabetes tipo 2, no qual tinha concluido que "o extracto de canela reproduz a acção da insulina".

As propriedades medicinais da canela são já conhecidas há muito tempo. Os chineses usam-na, há quatro mil anos, no tratamento de distúrbios intestinais, diarreia, flatulência, falta de apetite e dismenorreia (dor abdominal) . Devido às propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias desta especiaria é também frequente o seu uso no tratamento de gripes, constipações, infecções urinárias e reumatismo.

Uma vez que não há registo de reacções adversas ao uso moderado de canela, nada como começar o dia com um delicioso capuccino com uma colher de chá de canela!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

2009 : O ano para aprender a comer


Barcelona foi o palco de uma reunião de 40 especialistas em alimentação e nutrição de todo o mundo, para encontrar soluções que travem o aumento de vítimas de doenças cardiovasculares.

"O número de vítimas de doença cardiovascular ascende os 17 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. Em Portugal, é a principal causa de morte, contando com mais de 40 mil vítimas por ano."

Portugal esteve representado pelo Professor Manuel Carrageta, presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia. Ver notícia completa aqui.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Alli - Uma ajuda para perder peso

A Comissão Europeia aprovou a comercialização de Alli (orlistato, 60 mg) como medicamento não sujeito a receita médica, a partir de Janeiro de 2009. O Alli é um fármaco de composição e efeitos idêntico ao xenical, mas com uma dosagem inferior. Está indicado em associação com um plano alimentar de perda de peso em adultos com IMC igual ou superior a 28 kg/m2. Os ensaios clínicos demonstraram que o Alli associado a uma dieta de poucas calorias pode ajudar a perder 50% mais de peso do que se estivesse só a fazer dieta. No Relatório Público Europeu de Avaliação podem ler-se as recomendações sobre as condições de utilização do medicamento, entre outras informações.

A GlaxoSmithKlein comprometeu-se a lançar o Alli nas farmácias europeias ainda no primeiro trimestre do ano.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Hábitos Alimentares e Esperança de Vida


O médico e autor dos livros "You", Michael Roizen, propõe-nos um teste acerca do impacto que os hábitos alimentares podem ter na nossa esperança de vida. O resultado é expresso em anos de vida. Faça o teste aqui e saiba se a sua idade corresponde à de alguém mais jovem ou mais velho.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Ano Internacional da Astronomia


Comemora-se este ano quatro séculos das primeiras observações telescópicas de Galileu Galilei no Ano Internacional da Astronomia. Reponho um texto meu, sempre actual, que confunde homens com estrelas:

O PESO DAS ESTRELAS

Segundo o astrofísico Mário João Monteiro, professor da Universidade do Porto, “a vida das estrelas é uma sequência de tentativas (algumas com sucesso mas outras não) de impedir que o seu peso a destrua… porque, como gasta energia a estrela ‘envelhece’, logo todas as estrelas têm um início, uma juventude (intempestiva), uma idade adulta, uma velhice e um fim. Assim ao longo da sua vida o interior da estrela vai mudando (por vezes de uma forma drástica) adaptando-se como pode ao efeito da força inevitável que é o seu peso”.

Devíamos aprender com as estrelas. De facto, tal como elas, temos de impedir que o peso nos destrua... O peso excessivo representa uma sobrecarga para o coração. As doenças cardiovasculares têm liderado, ano após ano, as causas de morte em todo mundo. Os números não deixam margem para dúvidas: 16,6 milhões de mortes por ano, dos quais seis milhões na Europa. Destes seis milhões, 50 mil ocorrem em Portugal. É muita gente!

Diz-se que as vítimas são mais homens do que mulheres, mas, entre nós, é precisamente ao contrário. Morrem mais mulheres por doença cardiovascular do que homens porque elas são, em média, mais obesas do que eles. As mulheres estão realmente mais protegidas até à menopausa, mas, a partir dessa altura, o risco aumenta drasticamente.

A maior parte dos factores de risco são bem conhecidos: não só a obesidade, mas também a hipertensão arterial, a hipercolesterolemia (colesterol elevado), o tabagismo, o stress, a ausência de actividade física… só para referir alguns.

Quando se comparam as estatísticas de saúde de 1996 com as de 2006, até ficamos animados: o número de fumadores diminuiu, há maior controlo da hipertensão arterial e da hipercolesterolemia, em parte porque se desenvolveram fármacos adequados. Mas ficamos desanimados com o aumento acentuado do número de indivíduos obesos. Em particular, é indispensável lutar contra a obesidade que anda aliada à diabetes.
Obesos e diabéticos têm um risco acrescido de virem a sofrer um evento cardiovascular, um risco que só diminui com a prática de uma actividade física regular. Esta favorece a circulação e é um precioso auxiliar na perda de peso.

Cabe a cada um de nós vigiar o seu peso! A nossa esperança de vida e a nossa qualidade de vida dependem desse cuidado. Tal como as estrelas, precisamos de nos livrar do excesso de peso para vivermos mais...

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Homens: O sexo forte no controle do apetite

Um estudo sobre o comportamento alimentar baseado em imagens cerebrais, dirigido por Gene-Jack Wang, director do departamento médico do Brookhaven National Laboratory, Upton, em New York, mostra que, de um modo geral, os homens esfomeados controlam melhor o seu desejo por alimentos do que as mulheres nas mesmas circunstâncias.

Segundo Wang, "as mulheres têm uma reacção mais forte à comida e, mesmo quando tentam resistir-lhe, o sinal na zona do cérebro que controla a fome, aumenta."

A descoberta pode ajudar a explicar porque é que as mulheres têm um comportamento mais emocional em relação à comida e também porque é que têm mais dificuldade do que os homens em perder peso quando fazem dieta.

Fonte: http://www.cbsnews.com/stories/2009/01/22/health/webmd/main4747633.shtml?source=search_story

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Osteoporose: Como Melhorar a Absorção de Cálcio

A osteoporose é uma doença que consiste na diminuição progressiva da massa óssea. Os ossos ficam frágeis e, portanto, mais susceptíveis a fracturas. A fragilidade óssea concentra-se na região lombar da coluna vertebral e na articulação coxo-femural. É muito comum nas mulheres depois da menopausa e pode progredir sem sintomas dolorosos até que ocorra uma fractura, a qual é, frequentemente, espontânea.

O consumo de uma quantidade adequada de cálcio (ver, no quadro "Dose Certa", a dose recomendada para a idade) e a prática de uma actividade física ao ar livre são as melhores formas não só de prevenir, mas também de tratar a osteoporose. O quadro "Campeões em Cálcio" indica alguns dos alimentos mais ricos em cálcio.

A absorção do cálcio poderá ser mais baixa se este for ingerido juntamente com alimentos como os espinafres, batata-doce, feijão, sementes, castanhas, cereais, soja e café. O excesso de sal na alimentação faz também aumentar a osteoporose, não porque impeça a absorção do cálcio, mas porque o sódio ajuda à perda de cálcio pela urina.

Para melhorar a absorção de cálcio é bom praticar marcha ou corrida ao ar livre. A luz solar faz o corpo produzir vitamina D e esta faz aumentar de 40% a absorção de cálcio pelo organismo. Por sua vez, a actividade física estimula a produção das células responsáveis pela construção dos ossos.

Fonte dos quadros: http://veja.abril.com.br/190907/p_128.shtml

Insulina pode prevenir e tratar o Alzheimer

Segundo um estudo publicado esta semana no PNAS journal online, a insulina usada no tratamento da diabetes pode ajudar a diminuir a perda de memória associada à doença de Alzheimer. A equipa de investigadores da Northwestern University que, em 2007, sugeriu que o Alzheimer pode ser uma terceira forma de diabetes descobriu que a insulina protege as sinapses cerebrais dos danos causados pelas proteínas tóxicas do Alzheimer, as ADDL (abreviatura de "amyloid beta-derived diffusible ligands"). Estas proteínas tóxicas atacam os neurónios ao nível das sinapses, pelo que estes perdem a capacidade de transmitir informação, resultando em perda de memória.

Os cientistas trataram os neurónios extraídos do hipocampo, um dos mais importantes centros de memória do cérebro, com insulina e com rosiglitazone, um fármaco que aumenta a sensibilidade à insulina e que é usado para tratar a diabetes tipo 2. Descobriram que os danos causados nos neurónios pelas ADDL foram bloqueados pela insulina que as impediu de se fixarem às células. O rosiglitazone reforçou a acção da insulina, nos casos em que os níveis de insulina eram mais baixos.

"O tratamento terapêutico que faça aumentar a sensibilidade à insulina, no cérebro, poderá oferecer novas formas de combater o Alzheimer", disse William Klein, investigador do Centro de Alzheimer e Neurologia do Conhecimento da Northwestern.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Fugu - Sashimi Mortal

O fugu, nome japonês do peixe-balão, é uma iguaria muito apreciada no Japão, mas que pode ser mortal. Este pequeno peixe produz uma toxina, a tetradotoxina, mais mortal do que o cianeto, que é capaz de causar a morte em apenas uma hora. Os sintomas que ocorrem após a ingestão do veneno são paralização dos membros, dificuldades respiratórias e perda de consciência.

É necessária uma certificação governamental para que um restaurante o possa preparar. Esse facto torna o fugu uma especialidade rara e cara.

No Japão diz-se que se o restaurante é caro então deve ser seguro, mas se for barato... Pelo sim pelo não, a mim ninguém me apanha a experimentar essa iguaria!