O BOTOX AFINAL NÃO É INÓCUO


A neurotoxina botulínica, comercialmente conhecida por Botox, e usada como cosmético no tratamento anti-rugas, afinal consegue "viajar" até ao sistema nervoso central. Esta é a conclusão de um estudo relizado no Instituto de Neurociência de Pisa, em Itália, liderado por Matteo Caleo.

Uma das razões do sucesso e da utilização do Botox em tratamentos cosméticos deve-se ao facto de os cientistas pensarem que a neurotoxina botulínica ficava localizada onde se injectava. No entanto, a descoberta de que a neurotoxina se infiltra no interior das fibras nervosas do cérebro e da medula espinal, é preocupante. Os efeitos são ainda desconhecidos, mas a FDA, organismo americano que controla a segurança dos alimentos e medicamentos, está a pôr em causa a segurança do Botox devido aos temores de que a droga possa, ocasionalmente, provocar dificuldades respiratórias e mesmo a morte. Esta preocupação é acrescida por já haver registos de 1437 efeitos adversos e 16 mortes atribuídos ao uso de Botox em pessoas, entre 1989 e 2003.

O estudo foi publicado em "The Journal of Neuroscience".
1 comentário

Postagens mais visitadas