REGISTO NACIONAL DE CONTROLO DE PESO

A Faculdade de Motricidade Humana (FMH) lançou esta semana o Registo Nacional de Controlo do Peso (RNCP), que consiste no registo voluntário de pessoas com sucesso na redução estável do peso.
Pedro Teixeira, responsável científico pelo RNCP, acredita que os testemunhos, e as conclusões obtidas a partir da sua análise, “vão constituir uma riquíssima fonte de informação, que poderá contribuir para diminuir a crescente prevalência da obesidade e excesso de peso que, em Portugal, atinge números preocupantes.”

Através do site www.registodopeso.net, podem participar todos os indivíduos com idades entre os 18 e os 65 anos, que perderam no mínimo 5 quilogramas nos últimos 15 anos (já na idade adulta) de forma intencional e que conseguiram manter este peso durante um ano ou mais. Podem deixar os seus testemunhos, descrevendo “os programas, os métodos e as estratégias seguidas”.

A convicção do responsável científico do programa prende-se com o sucesso de uma experiência semelhante que foi lançada nos EUA em 1994, o National Weight Control Registry (NWCR), e que acabou por ser “o estudo mais citado, quer pela comunidade científica, quer pelos meios de comunicação social, no âmbito do sucesso no controlo do peso na sociedade norte-americana”.

No caso do programa norte-americano, os relatos das cinco mil testemunhas permitiram perceber que o sucesso pode ser alcançado através de acções pouco complexas e facilmente adoptáveis pela maioria da população: quase todas as pessoas alteraram hábitos alimentares (98 por cento), como por exemplo tomar o pequeno-almoço diariamente (78 por cento), e aumentaram a actividade física (94 por cento), essencialmente andar a pé.

Lançado o projecto fica o apelo: “que todos aqueles que se orgulham do seu sucesso na redução e estabilidade do peso respondam a este desafio e possam contribuir para clarificar as estratégias e comportamentos mais eficazes na perda e manutenção do peso. Só assim poderemos ter mais casos de sucesso em Portugal e contribuir para uma população mais saudável e mais feliz”.

Fonte: http://static.publico.clix.pt/pesoemedida/
Postar um comentário

Postagens mais visitadas