segunda-feira, 28 de abril de 2008

VII CONGRESSO DE NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO

Centro de Congressos de Lisboa 29 e 30 de Maio de 2008.

Informação recebida da APN:

PROGRAMA

Dia 29 de Maio de 2008

8:30 – Abertura do Secretariado

9:00 –10:00 – COMUNICAÇÕES LIVRES
Moderadores: Dr. Nuno Nunes (Centro Hospitalar de Setubal)
Dra. Elsa Feliciano (Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo)

10:00 – 10:30 – CONFERÊNCIA – A Importância das Técnicas Motivacionais na Modelação dos Comportamentos
Conferencista: Professor Doutor Antoni Gual Solé (Universidade de Barcelona)
Moderador: Professora Doutora Maria Daniel Vaz de Almeida (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)

10:30 – 11:00 – INTERVALO

10:30 – 11:00 – POSTERS
Moderadores: Professora Doutora Elisabete Ramos (Serviço de Epidemiologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto)
Dr. José Camolas (Hospital de Santa Maria)

11:00 – 11:30 – SESSÃO DE ABERTURA – Dra. Alexandra Bento (Presidente da Direcção da Associação Portuguesa dos Nutricionistas)

11:30 – 12:30 – PAINEL – A Plataforma Nacional Contra a Obesidade em Acção
Moderador: Dr. Francisco George (Director Geral da Saúde)
Palestrantes: Contributos para o Conhecimento do Problema em Portugal – Dr. João Breda (Coordenador da Plataforma Nacional Contra a Obesidade)
Acções no Âmbito da Obesidade Infantil – Professora Doutora Ana Rito (Plataforma Nacional Contra a Obesidade)
Acções no Sector da Sáude – Dr. Fátima Reis (Plataforma Nacional Contra a Obesidade)
Acções de Âmbito Intersectorial – Dr. Miguel Rego (Plataforma Nacional Contra a Obesidade)

12:30 – 14:00 – ALMOÇO

14:00 – 14:30 – SIMPÓSIO SATÉLITE
14:30 – 15:00 – CONFERÊNCIA – Prevenção das DCNT no Local de Trabalho através da Alimentação e da Actividade Física
Conferencista: Dra. Trudy Wijnhoven (Organização Mundial de Saúde)
Moderador: Professor Doutor Pedro Moreira (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)

15:00 – 16:00 – PAINEL – Nutrição e Doenças Crónicas
Moderador: Professora Doutora Isabel do Carmo (Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa)
Palestrantes: Alteradores Endócrinos na Síndrome Metabólica – Professora Doutora Conceição Calhau (Faculdade de Medicina da Universidade do Porto)
Micronutrientes e HTA – Professor Doutor Alejandro Santo (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)
A Restrição Proteica como Medida Preventiva da Progressão da Doença Renal Crónica – análise baseada na evidência– Professor Doutor Vaz Carneiro (Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa)

16:00 – 16:30 – INTERVALO

16:30 – 18:00 – PAINEL – À mesa no feminino
Moderadora: Professora Doutora Helena Saldanha (Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra)
Palestrantes: Padrões Alimentares e de Beleza – Dra. Teresa Herédia (Clínica Teresa Herédia)
Nutrição e Cancro da Mama – Professora Doutora Paula Pereira (Instituto Superior Egas Moniz)
A Mulher e a Doença Cardiovascular – Professora Doutora Isabel Monteiro (Centro de Saúde de Aldoar)
Nutrição, Fertilidade e Gestação – Dra. Manuela Nona (Maternidade Alfredo da Costa)

18:00 – 18:30 – SIMPÓSIO SATELITE
--------------------------------------------------------------------------------
Dia 30 de Maio de 2008

08:30 – 9:30 – COMUNICAÇÕES LIVRES
Moderador: Dr. Sérgio Cunha Velho (Hospital Pediatrico de Coimbra)
Dra. Clara Matos (Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro)

09:30 – 10:45 – PAINEL – Desnutrição em Portugal
Moderador: Dr. Anibal Marinho (Associação Portuguesa de Nutrição Entérica e Parentérica)
Palestrantes: Desnutrição Associada à Doença – Situação dos Hospitais Portugueses – Professora Doutora Teresa Amaral (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)
Do Rastreio à Intervenção Nutricional - A Avaliação Global Subjectiva Gerada pelo Doente – Dra. Sandra Marília (Hospital de S. João)
Nutrição e Cuidados de Saúde Domiciliários – Dra. Dulce Senra (Hospital Pedro Hispano)
“Nutrition Day” – Dra. Sónia Velho (Instituto Português de Oncologia de Lisboa)

10:45 – 11:15 – INTERVALO

10:45 – 11:15 – POSTERS
Moderadores: Professora Doutora Sara Rodrigues (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)
Dra. Ana Cristina Miranda (Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade)

11:15 – 12:30 – PAINEL – INOVAÇÃO E SAÚDE NA RESTAURAÇÃO

Moderador: Professora Doutora Ada Rocha (Faculdade de Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)
Palestrantes: A Resposta da Restauração aos Desafios do Consumidor – Dra Sílvia Grilo (Grupo Portugália)
Produção de Refeições e Alterações nos Alimentos – Dr. Duarte Torres (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto)
A Gastronomia Molecular e suas Implicações na Saúde– Professora Doutora Paulina Mata (Faculdade de Ciências e Técnologia – Universidade Nova de Lisboa)
Listas de Intercâmbios de Alimentos para Confecção de Dietas e Planificação de Menus Saudáveis – Dr. Giuseppe Russolillo (Associação Espanhola de Dietistas-Nutricionistas)

12:30 – 13:00 – SIMPÓSIO SATÉLITE
13:00 – 14:00 – ALMOÇO
14:00 – 14:30 – SIMPÓSIO SATÉLITE
14:30 – 15:00 – CONFERÊNCIA – Da Descoberta do Fogo à Cozinha Molecular
Conferencista: Dr. Lima Reis (Sociedade Portuguesa de Ciências da Nutrição e Alimentação)
Moderador: Professora Doutora Flora Correia (Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade do Porto)

15:00 – 16:00 – PAINEL – INDÚSTRIA ALIMENTAR – NOVOS INGREDIENTES, NOVAS NECESSIDADES
Moderador: Dra. Helena Cid (Unilever)
Conferencistas: Da Tradição à Inovação Alimentar – Dr. Fernando Carvalho (Nestlé)
Ingredientes Funcionais – Professora Doutora Manuela Pintado (Escola Superior de Biotecnologia Universidade Católica Portuguesa)
O Consumidor Actual – Professor Doutor Pedro Graça (Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade do Porto)

16:00 – 16:30 - INTERVALO

16:30 – 17:00 – CONFERÊNCIA – Alimentos Enriquecidos – Sim ou Não
Conferêncista: Professor Doutor Nuno Borges (Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade do Porto)
Moderador: Professora Doutora Fernanda Mesquita (Instituto Superior Egas Moniz)

17:00 – SESSÃO DE ENCERRAMENTO

--------------------------------------------------------------------------------
COMUNICAÇÕES LIVRES

INSCRIÇÃO

domingo, 27 de abril de 2008

NOVAS CURVAS DE CRESCIMENTO SEGUNDO A OMS


Estão disponíveis para consulta, desde o final de 2007, as novas curvas de crescimento para crianças e adolescentes em idade escolar baseadas nas curvas de crescimento do National Center for Health Statistics (NCHS) da OMS de 1977.

No sítio da OMS, www.who.int/growthref/en o leitor tem acesso, entre outras coisas, ao material e métodos utilizados para construir as curvas de referência. Os links abaixo permitem aceder às tabelas:
BMI_for_age_(5-19 years)
Height_for_age_(5-19 years)
Weight_for_age_(5-10 years)

quinta-feira, 24 de abril de 2008

"YOU - A SUA DIETA"


O livro sobre alimentação e dietas mais vendido nos EUA, foi esta semana editado em Portugal e já esgotou. Trata-se de "You - A Sua Dieta", editado pela Lua de Papel, da autoria dos médicos americanos Mehmet Oz, cardiologista, e Michael Roizen, especialista em medicina interna.
Escreveram a pensar nos milhões de pessoas que se esforçam a fazer dietas "para que aprendam a emagrecer com mais bom senso e menos sacrifícios". Para "abrir o apetite" ao livro, transcrevo da revista "Visão" 5 Truques YOU:

"1. Comer de três em três horas e parar três horas antes de dormir.
2.Servir as refeições em pratos de sobremesa e comer sopa antes.
3.Vinte minutos antes de jantar, comer 15 gramas de nozes: reduz o apetite.
4.Em caso de ataque de fome, ter sempre à mão: maçãs, amêndoas, nozes, pastilhas sem açúcar, água, vegetais às tiras, iogurte magro ou meio-gordo, queijo fresco.
5.Colocar no lixo todos os alimentos que contenham açúcares, frutose e todos os derivados acabados em ose, hidratos de carbono simples, gorduras trans e saturadas, farinhas brancas, enriquecidas ou refinadas."

Fonte: "Visão" de 24/Abril/2008

terça-feira, 22 de abril de 2008

ESPANHA DESACONSELHA PRODUTOS HERBALIFE


O Ministério da Saúde e Consumo de Espanha emitiu ontem um comunicado onde pede aos cidadãos precaução no consumo de produtos da empresa Herbalife depois de terem sido detectados nove casos de toxicidade hepática, avança a edição "online" do diário espanhol “El País”.
Primeiro a Depuralina em Portugal, agora a Herbalife em Espanha... não deixa de ser estranho! De qualquer modo, produtos para emagrecer não me convencem. Desaconselho-os porque sou apologista de alimentos naturais e de actividade física para alcançar e preservar o peso ideal!

Fonte: www.publico.clix.pt

segunda-feira, 21 de abril de 2008

LEGUMES ESTUFADOS


"A culinária é a única arte que se pode provar." Li esta frase à porta de um restaurante de cozinha de autor e inspirou-me para "postar" um receita de legumes estufados, que são óptimos para acompanhar quer a carne, quer o peixe, em substituição da batata. É uma receita boa para diabéticos e para todos os que se preocupam em fazer uma alimentação variada e saudável.

Ingredientes (receita para toda a família)

Um ramo de brócolos, meia dúzia de cogumelos frescos, uma courgette (com casca), uma beringela (com casca), quatro ou cinco espargos, meio pimento verde, meio pimento vermelho ou amarelo, uma cenoura, uma cebola (cortada aos cubos), um alho francês, dois tomates...
Duas a três colheres de sopa de azeite virgem extra
Dois dentes de alho
Sal grosso (marinho artesanal) q. b.

Lavar e partir todos os legumes em cubos não muito pequenos.
Aquecer o azeite com dois dentes de alho esmagados numa frigideira grande. Quando o azeite ferver, deitar todos os legumes e envolver com o azeite e o alho e juntar um pouco de sal grosso (de preferência marinho artesanal porque mais rico e nutricionalmente mais equilibrado). Tapar a panela (não é preciso adicionar água) e deixar cozinhar lentamente durante 5 a 10 minutos. O ponto de cozedura é ao gosto de cada um, mas quanto menos cozidos, menor é o índice glicémico.

Os legumes escolhidos podem ser todos os apresentados, só alguns deles ou outros, de acordo com o gosto de cada um. Na cozinha, dar asas à imaginação resulta sempre em arte que se pode provar. Bom apetite!

domingo, 20 de abril de 2008

ORDEM DOS NUTRICIONISTAS PARA BREVE


A criação da Ordem dos Nutricionistas é ambicionada há mais de uma década e foi um dos temas em debate na abertura da XVIII Semana das Ciências da Nutrição, que decorreu em Março, no Porto. A Associação Portuguesa dos Nutricionistas está a preparar o processo para criação da Ordem dos Nutricionistas, uma vez que a Assembleia da República já aprovou a nova Lei-Quadro das Associações Profissionais de direito público.

Alexandra Bento, presidente da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, afirma que "é uma emergência social criar a Ordem dos Nutricionistas e elaborar um código deontológico. Um dos principais problemas da classe - e que afecta directamente a população - é a existência de numerosas pessoas, sem qualquer qualificação, a fazer aconselhamento alimentar, muitas vezes com o único objectivo de vender produtos de eficácia duvidosa."

"Só os nutricionistas que trabalham no sector público têm balizas de desempenho bem delimitadas. O grande problema é a actividade liberal",
acrescenta a responsável. A associação conta ter o processo pronto para aprovação nos próximos meses.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

REGISTO NACIONAL DE CONTROLO DE PESO

A Faculdade de Motricidade Humana (FMH) lançou esta semana o Registo Nacional de Controlo do Peso (RNCP), que consiste no registo voluntário de pessoas com sucesso na redução estável do peso.
Pedro Teixeira, responsável científico pelo RNCP, acredita que os testemunhos, e as conclusões obtidas a partir da sua análise, “vão constituir uma riquíssima fonte de informação, que poderá contribuir para diminuir a crescente prevalência da obesidade e excesso de peso que, em Portugal, atinge números preocupantes.”

Através do site www.registodopeso.net, podem participar todos os indivíduos com idades entre os 18 e os 65 anos, que perderam no mínimo 5 quilogramas nos últimos 15 anos (já na idade adulta) de forma intencional e que conseguiram manter este peso durante um ano ou mais. Podem deixar os seus testemunhos, descrevendo “os programas, os métodos e as estratégias seguidas”.

A convicção do responsável científico do programa prende-se com o sucesso de uma experiência semelhante que foi lançada nos EUA em 1994, o National Weight Control Registry (NWCR), e que acabou por ser “o estudo mais citado, quer pela comunidade científica, quer pelos meios de comunicação social, no âmbito do sucesso no controlo do peso na sociedade norte-americana”.

No caso do programa norte-americano, os relatos das cinco mil testemunhas permitiram perceber que o sucesso pode ser alcançado através de acções pouco complexas e facilmente adoptáveis pela maioria da população: quase todas as pessoas alteraram hábitos alimentares (98 por cento), como por exemplo tomar o pequeno-almoço diariamente (78 por cento), e aumentaram a actividade física (94 por cento), essencialmente andar a pé.

Lançado o projecto fica o apelo: “que todos aqueles que se orgulham do seu sucesso na redução e estabilidade do peso respondam a este desafio e possam contribuir para clarificar as estratégias e comportamentos mais eficazes na perda e manutenção do peso. Só assim poderemos ter mais casos de sucesso em Portugal e contribuir para uma população mais saudável e mais feliz”.

Fonte: http://static.publico.clix.pt/pesoemedida/

quinta-feira, 17 de abril de 2008

A BELA ADORMECIDA


Ainda a propósito da imagem corporal, achei curioso saber que o quadro do retrato de corpo inteiro, de uma mulher obesa nua a dormir num sofá, poderá bater o recorde da mais cara pintura de um artista vivo. Trata-se do quadro "Benefits Supervisor Sleeping", do alemão Lucian Freud de 85 anos, que vai a leilão em Maio, na Christies em Nova Iorque. A licitação esperada é de 21 milhões de euros.

Sue Tilley de 50 anos conhecida por "Big Sue", é a mulher que há 13 anos serviu de modelo para esta obra e nem quer acreditar no sucesso que o retrato atingiu.
Entrevistada pela imprensa britânica, Sue Tilley recorda que posou para Freud durante nove meses, tendo recebido cerca de 25 euros por dia para estar deitada nua num sofá, um trabalho que considerou cansativo.

Sue Tilley diz que gostou do resultado final, mas reconhece que não é propriamente o ideal da beleza feminina. "Eu sei que não sou, mas quem é? E ele (Lucian Freud) nunca faz com que as magras pareçam bonitas. Ele não deixa escapar nenhum detalhe".

Lucian Freud, neto do famoso médico judeu fundador da psicanálise, Sigmund Freud, é conhecido pelos seus retratos pouco convencionais, que combinam a técnica com a expressão e a sensibilidade dos tempos modernos. Quanto a isto, observando o quadro, não resta a menor dúvida. E a "Bela Adormecida" do séc. XXI está aí para provar que o ideal de beleza feminino é subjectivo.

Imagem:http://www.artdaily.com/imagenes/2008/04/14/Christies-1y2.jpg

terça-feira, 15 de abril de 2008

"A GORDA"


O Teatro Villaret reabriu com "A Gorda - Fat Pig", uma peça assumidamente autobiográfica escrita por LaBute, com encenação de Amândio Pinheiro e interpretação de Ricardo Pereira, Carla Vasconcelos, Carlos António e Maria João Falcão.

A peça conta a história de Tomás, um rapaz magro e elegante que se apaixona por uma rapariga gorda, Helena.

Até aí, tudo corre bem: os problemas começam quando ele a apresenta aos colegas de trabalho e se vêem ambos confrontados com os preconceitos da sociedade contemporânea, obcecada com a imagem, que rejeita todos quanto fujam aos padrões de beleza instituídos.

"Revejo-me muito em 'Fat Pig'. Independentemente do título da peça, a história lida com a fraqueza humana e com as dificuldades que muita gente encontra quando tenta defender algo, ou viver de acordo com um princípio, ou assumir uma coisa em que acredita", diz o autor, de 45 anos, citado no comunicado.

"E esse sou eu, encerrado na minha própria concha, bem intencionado mas surpreendentemente fraco quando é preciso enfrentar as coisas. O heroísmo é um número muito difícil, ao que parece."

LaBute sugere que nós temos vergonha das pessoas em quem nos podemos tornar. Sermos velhos, deficientes ou gordos, é sinal de fracasso. A sociedade actual exige uma imagem física de sucesso, e isso mete medo!
A este propósito reveja o que penso em "Espelho meu..."

Sobre as personagens da peça, Neil Labute diz gostar de todas "porque são desesperadamente humanas: querem ter convicções, mas, no fim, preferem ser amadas ou satisfazer as suas necessidades".

O espectáculo estará em cena no renovado Teatro Villaret até 1 de Junho.
3ª a SÁB. 21h30 DOM. 16h00

tradução e encenação AMÂNDIO PINHEIRO
cenografia ANA PAULA ROCHA
figurinos HELENA CARMONA
música original DANIELA RÔXO
desenho de luz IRLANDO FERREIRA
vídeo JOÃO LEAL

com
CARLA VASCONCELOS Helena
RICARDO PEREIRA Tomás
CARLOS ANTÓNIO Castro
MARIA JOÃO FALCÃO Joana

produção TNDM II

Imagem:http://www.news.ku.edu/2003/03N/AprilNews/April14/labute.jpg

segunda-feira, 14 de abril de 2008

PORTUGUESES QUE VENCERAM O CANCRO NO PEQUENO ECRÃ


O projecto "180º - Porque o cancro pode ter cura" é resultado de uma parceria entre a Roche, a RTP e a produtora Dreamgate e consiste em três curtas-metragens filmadas com base em testemunhos reais de portugueses que venceram o cancro.
O objectivo principal do projecto "180º - Porque o cancro pode ter cura" é desdramatizar o cancro e transmitir esperança a todos aqueles que sofram da doença, até porque o cancro é cada vez mais uma doença crónica.
A 1º das curtas-metragens foi realizada por António Pedro Vasconcelos e estreou-se no dia 8 de Abril, na RTP, data em que se assinalou o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro. As duas restantes, da responsabilidade de Rita Nunes e Daniel Blaufuks, respectivamente, serão exibidas dias 15 e 22 de Abril.

Para saber mais sobre a doença visite: http://www.roche.pt/sites-tematicos/infocancro/

domingo, 13 de abril de 2008

CHÁ VERDE MELHORA ACÇÃO DOS ANTIBIÓTICOS


Cientistas egípcios da Universidade de Alexandria revelaram que tomar chá verde juntamente com antibiótico, melhora a eficácia do antibiótico.
Os cientistas testaram o consumo de chá verde associado a antibióticos no tratamento de 28 doenças causadas por microorganismos pertencentes a duas classes diferentes. "Em cada caso o chá verde aumentou a acção destruidora de microorganismos dos antibióticos."
O estudo foi apresentado em Março, no 162º encontro da Sociedade de Microbiologia Geral, na Escócia.

Fonte:http://www.medindia.net
Foto: http://www1.istockphoto.com

sexta-feira, 11 de abril de 2008

MEDICINA ANTIAGING


A medicina antiaging é um ramo da medicina que estuda a longevidade e a prevenção dos processos degenerativos que aparecem com a idade. Chegar a uma idade avaçada depende 30% da nossa herança genética e 70% tem a ver com factores ambientais, nos quais se incluem a alimentação e o estilo de vida, mas também os acidentes, as doenças e os tóxicos a que estamos expostos. A medicina antiaging dedica-se a esta percentagem.

Ter um estilo de vida anti-idade, implica disciplina, alimentação saudável, exercício físico regular, abdicar do consumo de tóxicos como o álccol e o tabaco e ter um espírito optimista.
No que à alimentação diz respeito, muitas hortaliças, legumes, frutas, cereais escuros e pouco refinados, azeite para cozinhar e temperar, mais peixe do que carne e meio copo de vinho tinto à refeição. A redução calórica é importante, bem como a manutenção de um peso adequado à estrutura física. Acrescente-se exercício regular e paixão pela vida, para poder viver bem até aos 100.

"Aos homens, provar-lhes-ia quão enganados estão ao pensarem que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar." Gabriel Garcia Marquez

Javier Guel Peris, médico cardiologista espanhol, membro da Sociedade Europeia de Medicina Antienvelhecimento, acaba de lançar em Portugal "O livro do antiaging - Técnicas para rejuvenescer"

Imagem:http://www.medicinaantiaging.net/

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Quanto vale um morango


É o fruto que anuncia a Primavera. Tem uma coloração vermelho-brilhante muito atractiva que se deve à presença de antocianinas e flavonóides, poderosos antioxidantes, que previnem cancro e o envelhecimento precoce.

Os morangos são particularmente ricos em vitamina C, pectinas e outras fibras solúveis, e têm baixo valor calórico. São também boas fontes de folato, que é uma das vitaminas do complexo B, riboflavina e ferro.

Na hora de comprar, escolha morangos bem vermelhos, firmes, brilhantes e com o pé verde.

Os morangos são frutos particularmente expostos aos agrotóxicos pelo que deverão ser bem lavados em água fria deixando-os de molho por 30 minutos, para diminuir a concentração dos pesticidas.

Informação Nutricional

MORANGOS (composição por 100g)
Calorias 34
Água 90,4g
Porteínas 0,9g
Hidratos de Carbono 5,3g
Gorduras 0,7g
Fibras 1,20g
Vitamina C 47mg (30-74mg)
Cálcio 25mg
Fósforo 26mg
Ferro 0,8mg
Potássio 180mg

Fonte: Gonçalves Ferreira F.A., Silva Graça M.E., Tabela da Composição Alimentos Portugueses, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. 1985

terça-feira, 8 de abril de 2008

EMAGRECER COM MEDICAMENTOS


Estamos na época do ano em que maior preocupação há com o problema do peso, mas mais por uma questão estética do que para beneficiar a saúde. O desejável seria que essa preocupação se mantivesse ao longo de todo o ano, porque o excesso de peso relaciona-se com inúmeros outros problemas de saúde, como diabetes, doenças cardiovasculares, doenças osteoarticulares, alguns tipos de cancro, entre outros.

Emagrecer sem esforço é utópico! Perder peso fácil está sempre associado à ideia de recurso a fármacos, mas a experiência das complicações resultantes pela administração de várias fórmulas de medicamentos dietéticos, ao longo de décadas, tem posto em causa a relação benefício/risco.

Nos anos 30, o fármaco da moda para emagrecer era o dinitrofenol que ajudava o corpo a queimar as gorduras. Infelizmente, também provocava cegueira e morte. Nas décadas de 50 e 60, quem queria emagrecer tomava anfetaminas para suprimir o apetite e acelerar o metabolismo, até se concluir que as pessoas ficavam paranóicas e, quando paravam de tomar, sentiam-se deprimidas e com risco de criar dependência e problemas cardíacos. Perante tal situação, e para minimizar estas reacções adversas, a FDA (Food and Drug Administration) nos Estados Unidos , exigiu que o período de toma destes medicamentos, não fosse superior a três meses.

Actualmente, estão no mercado dois fármacos cujos princípios activos são a sibutramina e o orlistat, considerados suficientemente seguros para poderem ser receitados até um ano. Os respectivos mecanismos de acção são diferentes, mas ambos têm efeitos secundários:

-Sibutramina: está classificada como inibidor de recaptação de serotonina/norepinefrina e actua aumentando os níveis de norepinefrina e serotonina, dois neurotransmissores que ajudam a controlar o apetite. O aumento da preesão arterial é o principal efeito secundário, pelo que é desaconselhado a pessoas com hipertensão arterial não controlada;

-Orlistat: é um inibidor da lipase, enzima produzida no pâncreas que é bloqueada impedindo que cerca de 30% da gordura alimentar seja digerida, não sendo, por isso, absorvida no intestino. Os efeitos indesejáveis são produção de fezes oleosas e má absorção de vitaminas lipossolúveis (Vit. A, D, E e K). Aconselha-se, então a quem esteja a tomar orlistat, a compensar com suplementos destas vitaminas e a ter atenção à falta de vitamina B12 e ferro.

A prescrição médica de qualquer um destes dois medicamentos inclui sempre a recomendação de modificações dietéticas e comportamentais com aumento da actividade física, o que equivale a dizer que mesmo com o uso de medicamentos têm que se mudar hábitos. E é isso que custa.
A determinação de cada um mostrará qual o melhor caminho para emagrecer.

"A maior parte das pessoas que mantêm um peso saudável, só o consegue graças a um esforço consciente" (James Hill)

segunda-feira, 7 de abril de 2008

DIA MUNDIAL DA SAÚDE - 7 de Abril de 2008


Imagem criada pela Saatchi & Saatchi do Dubai para o Dia Mundial da Saúde de 2007.
A saúde depende muito das escolhas alimentares que fazemos.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

SUSPENSA A VENDA DE DEPURALINA


A venda de Depuralina, suplemento dietético de venda livre utilizado para tratamentos de emagrecimento e de "desintoxicação", foi ontem suspensa devido a três casos graves de doença agúda registados em pessoas que a utilizaram como suplemento.
De acordo com um comunicado do Ministério da Saúde, as autoridades concluíram que existem "fortes suspeitas de associação causal entre a utilização de Depuralina e o aparecimento de episódios tóxicos graves, nomeadamente choque anafiláctico e hepatotoxicidade".
Por esta razão, as autoridades determinaram a "suspensão imediata da comercialização do suplemento alimentar Depuralina".

A Depuralina é apresentada como suplemento alimentar com tantas acções benéficas para o organismo, que dá, logo à partida para desconfiar. Tem sido publicitada como "suplemento alimentar de alto teor em fibras e baixo aporte calórico, que pela sua composição ajuda a desalojar de 2 a 20 kg de dejectos que obstroem o bom funcionamento do organismo. Pode ajudar em problemas relacionados com sobrepeso, gorduras nas artérias, colesterol, açúcar, congestão do fígado, problemas de pele, de sono, de estômago, retenção de líquidos, acidez, inchaço, gases, hemorróides, celulite, processos oxidativos..." Como se pode ver, trata-se de um autêntico elixir de juventude e bem-estar. Quem o tomar nasce de novo. Só que, ironia do destino, a depuralina é tóxica! Em vez de ajudar a "limpar" o organismo, parece que intoxica ainda mais...

Fica o aviso: Os produtos naturais não são inócuos só porque são naturais. As plantas têm princípios activos que são utilizados na maioria dos medicamentos. Além disso, não existe controlo de qualidade neste tipo produtos, nem nenhuma entidade que fiscalize ou alerte para os efeitos adversos.
Assim, antes de começar a tomar seja o que for, mesmo chás ou infusões, consulte um especialista, que pode ser o seu médico, nutricionista ou farmacêutico. Evita assim causar graves danos na sua saúde.