segunda-feira, 31 de março de 2008

Curso Actualização em Nutrição Clínica


A Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN) está a organizar um Curso de Actualização em Nutrição Clínica, a realizar no próximo dia 5 de Abril.

O objectivo deste curso é permitir a actualização em parâmetros da consulta de Nutrição, nomeadamente ao nível da sua organização, recomendações alimentares/nutricionais a aplicar, técnicas de motivação do paciente, avaliações antropométricas e interpretação das análises bioquímicas.

Destinatários: Nutricionistas, Sócios da Associação Portuguesa dos Nutricionistas

Inscrições limitadas. Ver programa aqui.

domingo, 30 de março de 2008

CURSO GASTRONOMIA MOLECULAR

Estão abertas inscrições para o "Curso de Gastronomia Molecular: do Laboratório para a Cozinha" a realizar no Porto dia 19 de Maio de 2008. O workshop destina-se a chefes de cozinha, docentes, estudantes de Hotelaria, profissionais do sector alimentar, gastrónomos e a todos que se interessem pelas novas técnicas utilizadas na moderna culinária.

Tema
Utilização de gelatinas quentes (agar, alginatos) e azoto líquido na culinária.

Informações
Diana Borges
229 396 940

sexta-feira, 28 de março de 2008

CARNE DE PORCO "DOLLY" À ALENTEJANA


Os produtos derivados de porcos clonados vão ser comercializados nos supermercados dos Estados Unidos em 2008. Após anos de investigação a FDA (agência americana para a alimentação) deu luz verde à comercialização de carne de porco clonada, porque admite que "a carne e o leite derivados de bovinos, porcinos e caprinos adultos clonados e sua descendência são tão seguros para a alimentação humana como os procedentes de animais convencionais".

Do lado de cá do Atlântico, também a União Europeia considera os produtos de animais clonados seguros para consumo. Em comunicado divulgado em 11 de Janeiro último, a Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (AESA) afirma exactamente o mesmo que a FDA, mas demonstra insegurança quando verifica que os animais clonados têm "maior índice de mortes e doenças que os observados nos que se reproduziram de forma convencional".
O Comité Científico da AESA que redigiu a minuta, acredita ainda que a proporção de animais clonados doentes diminuirá à medida que as técnicas de clonagem melhorem.
"Presumindo que os animais doentes são retirados do ciclo alimentar da mesma forma que os procedentes da reprodução convencional", a AESA assinala que é "muito improvável que existam diferenças, em termos de segurança alimentar, entre os produtos com origem clonada e os convencionais". No entanto, adverte que sua opinião se baseia numa tecnologia "relativamente nova, por isso a informação que dispõe é limitada".

Quando a autoridade de segurança alimentar demonstra tanta insegurança, como é que nós, simples consumidores, havemos de nos sentir seguros ao consumir produtos de animais clonados? Espero que a carne de porco "Dolly" à alentejana ou o bacon de porco "Dolly", não cheguem tão cedo às nossas mesas.


Artigo interessante sobre a história da clonagem aqui:História da clonagem

quinta-feira, 27 de março de 2008

INVESTIGAÇÃO MERCK: Obesidade resulta da mudança de cadeias inteiras de genes


A obesidade e todas as doenças que lhe estão associadas, como diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, dislipidémias..., estão relacionadas com alterações de cadeias inteiras de genes, causadas por sobrealimentação e dietas ricas em gordura, afirmam investigadores ligados à Merck que publicaram dois estudos na revista Nature.

“A obesidade não é uma doença que resulte de uma só mudança num só gene. Muda cadeias inteiras”, afirmou à Reuters Eric E. Schadt, director de genética nos Merck Research Laboratories.

Ver notícia completa aqui.
Fonte:19.03.2008 - 17h56 Reuters, PUBLICO.PT

terça-feira, 25 de março de 2008

TOMAR PEQUENO-ALMOÇO PREVINE OBESIDADE


Investigadores americanos confirmam que o pequeno-almoço é mesmo a refeição mais importante do dia. Um novo estudo que analisou os hábitos alimentares e de exercício físico de 2200 jovens (com 15 anos no início do estudo) durante cinco anos, concluiu que os que mais frequentemente tomavam pequeno-almoço, menos tendência tinham para desenvolver sobrepeso.

Não está ainda esclarecido porquê que tomar o pequeno-almoço faz engordar menos, mas o estudo demonstra que quem toma o pequeno-almoço consome maior quantidade de calorias provenientes de hidratos de carbono e de fibras e menos provenientes de gordura e faz mais exercício físico. O consumo de alimentos ricos em fibras melhora os níveis de glicose e de insulina, fazendo com que as pessoas fiquem satisfeitas e que comam menos ao longo do dia.

"Tomar o pequeno-almoço parece influenciar a actividade física", diz Donna Spruijt-Metz, professora assistente de medicina preventiva na Universidade da California do Sul, que não esteve envolvida no estudo. “Talvez os jovens ao tomar o pequeno-almoço, consumam menos alimentos refinados e mais alimentos que contêm fibras. A influência que isto tem no metabolismo e no comportamento é algo que também ainda estamos a investigar no nosso laboratório.”

Still, Mark A. Pereira, co-autor do estudo, professor associado de epidemiologia na Universidade do Minesota, diz que tomar um pequeno-almoço saudável “promove hábitos alimentares saudáveis ao longo do dia e ajuda a prevenir situações de consumo de alimentos de fast-food ou das vending machine.”
Dr. Pereira acrescenta ainda que os pais devem dar o exemplo, sentando-se à mesa para tomar o pequeno-almoço. “Toda a estrutura familiar está aqui envolvida” , afirma o investigador.

Fonte: http://www.nytimes.com

segunda-feira, 24 de março de 2008

CAMPANHA "DOVE" PELA AUTO-ESTIMA


A conhecida marca de cosméticos "Dove" continua a fazer um trabalho louvável pela auto-estima das mulheres. O fundo Dove para a auto-estima "foi criado para ajudar a libertar os jovens de estereótipos de beleza auto-limitativos. Empenhado a chegar a 5 milhões de jovens mulheres até ao final de 2010, o fundo Dove para a auto-estima convida-te a desempenhar um papel no apoio e promoção de uma definição de beleza mais alargada." Saiba mais sobre o fundo aqui.


A obrigação de ter de parecer uma top-model tem sido, em muitos casos, responsável por distorções psicológicas com graves consequências na auto-estima. A busca da silhueta ideal imposta pelos média tem conduzido muitas adolescentes e até crianças, a adoptar comportamentos alimentares que vão da privação total de alimentos, forma adoptada pelas anoréticas, até à restrição alimentar alternada com hiperfagia (ingestão excessiva de alimentos), forma adoptada pelas bulímicas. Estes comportamentos são extremamente perigosos porque levam a situações de graves carências nutricionais e em casos extremos, à morte.

A ideia da Dove é ajudar as mulheres que não têm um corpo de “top-model” (obviamente a esmagadora maioria) a realçar e a apreciar a sua própria beleza. Cada ser humano é único e irrepetível, com o seu encanto próprio pelo que não podem gerar-se sentimentos de inferioridade. A beleza do corpo humano está na sua harmonia. Cabe a cada uma de nós olhar-se no espelho, encontrar a sua harmonia e achar-se bonita tal como é.

Felicito a Dove pelas campanhas que tem vindo a desenvolver e que, estou certa, já melhoraram a auto-estima de muita gente.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Lisboa, capital do sabor


No livro "The Taste of Conquest. The Rise and Fall of the Three Great Cities of Spice" (Ballentine Books, Nova Iorque, 2007; sairá em breve em português nas Edições 70), o escritor e chef de cozinha Michael Krondl escolheu Lisboa como uma das três capitais históricas dos sabores e dos cheiros. As outras duas são Veneza e Amesterdão. A segunda parte do livro é toda ela dedicada a Lisboa, aos descobrimentos portugueses e à cozinha dessa época.

Na capa está uma reprodução de uma caravela de Vasco da Gama (da famosa Morgan Library de Nova Iorque) e um pormenor da grande pintura "As Bodas de Canã" do italiano Paolo Veronese, que foi feita para um mosteiro beneditino de Veneza mas que, roubada por Napoleão, se encontra no Museu do Louvre. O pormenor do lado esquerdo da pintura reproduzido na capa permite ver que, entre os convivas da boda, a comer sobremesa de doces e frutas, se encontram várias pessoas em trajes orientais para além de um rapaz negro. A pintura é de 1563, no tempo em que o cheiro das especiarias - a canela, a pimenta, etc. - andava no ar em Lisboa...

quinta-feira, 20 de março de 2008

CURSOS DE CULINÁRIA PARA OBESOS, DIABÉTICOS, HIPERTENSOS E HIPERCOLESTEROLÉMICOS


Estão a decorrer na Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra uma série de cursos de culinária no âmbito do projecto "Nutriformação", uma parceria com a Fundação Portuguesa de Cardiologia. O próximo é já nos dias 28 e 29:

NutriFormação - Cursos de Culinária

ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE COIMBRA


1. Cozinha Saudável
1.º parte 22.Fevereiro.2008 [18h]
2.º parte 23.Fevereiro.2008 [9h30]

2. Cozinha para Obesos e Diabéticos
1.º parte 7.Março.2008 [18h]
2.º parte 8.Março.2008 [9h30]

3. Cozinha para Equilíbrio da Tensão
Arterial e/ou Colesterol elevados

1.º parte 28.Março.2008 [18h]
2.º parte 29.Março.2008 [9h30]

INSCRIÇÕES:
Limitadas a 30 pessoas por Curso
CURSO 1 (até ao dia 15 de Fevereiro)
CURSO 2 (até ao dia 29 de Fevereiro)
CURSO 3 (até ao dia 19 de Março)

Fundação Portuguesa de Cardiologia (Delegação Centro) Av. Sá da Bandeira 52, 1.º 3000 – 350 COIMBRA
E-mail: fpc-centro@netcabo.pt
Telf. 239 838598 Fax: 239 827996


Apoios:
Fundação Portuguesa de Cardiologia - Delegação Centro
Ministério da Saúde - Direcção-Geral da Saúde
SASUC Centro
Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra

quarta-feira, 19 de março de 2008

OBESIDADE NO MUNDO


Percentagem de população com mais de 15 anos, com Indíce de Massa Corporal (IMC) superior a 30. Relembro que são considerados obesos todos os que tenham um IMC igual ou superior a 30.

Figura retirada de:http://www.marksdailyapple.com/obesity-debate/

terça-feira, 18 de março de 2008

AMÊNDOAS, MAS POUCO


Com a Páscoa à porta é sempre bom saber mais acerca do valor nutricional das, tão apreciadas, amêndoas.
As amêndoas pertencem à família dos frutos secos, à qual pertencem também as nozes, as avelãs, os amendoins, pinhões, cajús, pistachios, etc. São frutos muito calóricos, fornecem em média 600 kcal/100g, devido à quantidade de gordura polinsaturada que faz parte da sua constituição (50% do seu peso). Em geral são ainda bons fornecedores de alguns minerais como o cálcio e o ferro.

AMÊNDOA (valores por 100g de porção edível)
kcal 629
Proteínas 21,8 g
Lípidos 56,4 g
H.C. 8,6 g
Fibra 10,8 g
Cálcio 266 mg
Ferro 4,0 g
Fonte:Porto A, Oliveira L. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. 2006

São mil e uma, as maneiras que as confeitarias encontraram para cobrir as amêndoas vendidas nesta época. E todas elas óptimas, mas atenção às calorias. Façamos as contas: 100 gramas fornecem 600 kcal (números redondos); o açúcar ou o chocolate da cobertura fornecem, no mínimo, 400 kcal/100g; um pacote de amêndoas pesa 200g. Estamos, portanto, perante um pacote de 1000 kcal (na melhor das hipóteses) que se comem num abrir e fechar de olhos. Pensem nisto e partilhem as vossas amêndoas. BOA PÁSCOA!

Imagens retiradas de:
http://www.observatoriodoalgarve.com/cna/Images%5Camendoas.jpg
http://www.bbonitos.com/produto.asp?ID=92

sexta-feira, 14 de março de 2008

BACTÉRIA CAPAZ DE ELIMINAR O COLESTEROL IDENTIFICADA PELA PRIMEIRA VEZ NO HOMEM


Investigadores franceses do INRA (Institut National de la Recherche Agronomic) identificaram uma bactéria do tubo digestivo humano, que degrada o colesterol num produto que é eliminado pelas vias naturais. A bactéria baptizada "Bacteroides dorei Strain D8" poderá vir a ser utilizada para diminuir o colesterol elevado em pessoas de risco.

Philippe Gerard, responsável pela investigação diz que "algumas bactérias com estas características já tinham sido identificadas em ratos, no porco e em babuínos, mas até agora nenhum laboratório tinha conseguido isolar no homem, bactérias responsáveis pela transformação do colesterol em coprostanol eliminado pelas fezes".

A quantidade de colesterol transformada depende do número de bactérias presentes em cada um. Assim, pessoas que têm mais de cem mil milhões de bactérias por grama de matéria, transformam totalmente o colesterol. Com uma concentração entre um e cem milhões/grama, a transformação é parcial e com menos de um milhão/grama, a transformação não se produz, explicou o investigador.

O nutricionista Patrick Borel não vê vantagem imediata nesta descoberta, uma vez que a densidade bacteriana aumenta à medida que se desce ao longo do tubo digestivo, sendo máxima no cólon (intestino grosso). A absorção do colesterol ocorre maioritariamente no intestino delgado e só 1/3 do colesterol sanguíneo é de origem alimentar. O restante é produzido pelo fígado a partir das gorduras saturadas ingeridas.

Mas M Gerard avança que "as perspectivas são de encontrar os genes e as enzimas responsáveis pela transformação produzida por esta estirpe de bactérias no cólon, para posteriores aplicações médicas."

Fonte: www.tsr.ch

quinta-feira, 13 de março de 2008

INSTITUTO KAROLINSKA DÁ MAIS UM PASSO NO TRATAMENTO DA OBESIDADE


Uma equipa de investigadores do Instituto Karolinska de Estocolmo, liderada por Goeran Andersson, descobre uma nova proteína que tem um papel fundamental na formação de novas células gordas.

A descoberta da proteína, que é chamada de TRAP (tartrate-resistant acid phosphatase) e é segregada por células imunes no tecido gordo, dá uma nova percepção sobre a inflamação crónica dos tecidos gordos que caracteriza a obesidade”, afirmou o Instituto Karolinska num comunicado, explicando que os investigadores recorreram a experiências em culturas de células humanas e em ratos. Esta proteína “estimula a formação de novas células gordas e pode precipitar o desenvolvimento da obesidade”.

Além do desenvolvimento de novos tratamentos da obesidade, através da inibição desta proteína, a equipa sueca de cientistas detectou também outro caminho para prosseguir o seu trabalho: o tratamento de alguns casos de caquexia mórbida (estado de magreza extrema e atrofia muscular), verificada em doentes com determinados tipos de cancro.

Fonte:www.srsdocs.com

terça-feira, 11 de março de 2008

PROGRAMA "PESO COMUNITÁRIO"


A Faculdade de Motricidade Humana organiza uma série de sessões públicas no âmbito do programa "Peso Comunitário", que visam a promoção de hábitos alimentares saudáveis e o incentivo da prática regular de actividade física, para a prevenção da obesidade. Este mês estão previstas as seguintes sessões:

Sessão 4 (13 Março - Quinta):
ALIMENTAÇÃO EMOCIONAL
A Importância das Emoções no Comportamento Alimentar
O Que é a Fome Emocional: Os Vários Tipos de “Fome”
Como Identificar e Prevenir a Fome Emocional
Estratégias Práticas para Minimizar o Impacto da Alimentação Emocional

Sessão 5* (18 Março - Terça):
RÓTULOS E ESCOLHAS ALIMENTARES
Como Ler um Rótulo
Saber Comprar no Supermercado
Escolher Refeições Fora de Casa
Como e Quando Contar as Calorias dos Alimentos

Sessão 6 (27 Março - Quinta):
COMO IMPLEMENTAR O SEU PROGRAMA DE ACTIVIDADE FÍSICA?
O Que Esperar de um Ginásio
Como Planear e Monitorizar a Sua Prática de Exercício Físico
Quantas Calorias Gastar e Como o Fazer
Recomendações de Actividade Física para o Controlo do Peso

Sessão 7* (11h00/12h30) (29 Março - Sábado):
SESSÃO ESPECIAL - PESO COMUNITÁRIO EM ACÇÃO
Actividade Fora de Portas: Sessão Prática de Actividade Física

As sessões terão lugar às 18:30h (excepto sessões ao sábado) nas instalações da Faculdade de Motricidade Humana, Estrada da Costa, Cruz Quebrada - Oeiras. As inscrições podem ser feitas a partir do site www.pesocomunitario.net ou pelos telefones 214 149 290 ou 962 625 467

segunda-feira, 10 de março de 2008

SELECÇÃO POSITIVA

A Plataforma Contra a Obesidade, da Direcção Geral da Saúde, lança selo “Selecção Positiva”. Este selo é um selo de qualidade, válido por um ano, que será atribuído a géneros alimentícios considerados saudáveis. As empresas públicas ou privadas da indústria alimentar ou da restauração, podem candidatar-se através do site www.dgs.pt onde se encontra o regulamento e o formulário de candidatura.

A "Selecção Positiva" será atribuída aos géneros alimentícios (alimentos e bebidas) que:

• Assumam um compromisso de prevenção da obesidade;

• Contenham rotulagem nutricional;

• Cumpram todos os critérios de segurança alimentar estabelecidos por lei;

• Cumpram os critérios de avaliação referentes ao produto (valores por 100 g).

Segundo João Breda, Coordenador Nacional da Plataforma Contra a Obesidade, “o selo “Selecção Positiva” visa incentivar uma progressiva e constante alteração de hábitos alimentares pois ajudará a contribuir para uma tomada de decisão mais consciente por parte dos consumidores."

sexta-feira, 7 de março de 2008

ORTOREXIA-QUANDO COMER BEM SE TORNA UMA OBCESSÃO


A palavra ortorexia vem da aglutinação da palavra grega "orthos" que significa correcto, com o vocábulo "orexis" que significa alimentação. Foi baptizada e descrita, em 1997 por Steven Bratman, clínico norte-americano especializado em medicina natural, num livro que editou, "Health Food Junkies", que foi recebido com algum cepticismo pela comunidade científica, mas que acabou por merecer o aplauso do influente "Journal of the American Medical Association".

Segundo Steven Bratman, a ortorexia nervosa ocorre quando a vítima se torna obcecada, não com a quantidade, mas com a qualidade daquilo que come. O que começa por ser uma opção por comida saudável, acaba por evoluir para uma dieta terrivelmente restritiva. Optam por consumir alimentos apenas de um determinado tipo: biológicos, vegetais, sem corantes nem conservantes, sem gordura ou à base de fruta e iogurte, ou só alimentos crús. A forma de preparação ( as verduras cortadas de determinada maneira, por exemplo) e os materiais utilizados (só cerâmica, só madeira, só inox...) também podem fazer parte do ritual obcessivo. Percorrem kilómetros para adquirir os alimentos que pretendem, chegando a pagar por eles quantias impensáveis. Se não os encontram, ou duvidam da sua "imaculada" origem, preferem jejuar.
É aqui que reside o problema. Começam a acumular carências nutricionais várias, que com o passar do tempo se manifestam por anemia, falta de força, perda de peso, perda de massa muscular, depressão e, no limite, a morte.

Tal como a anorexia, bulimia e todas as doenças de comportamento alimentar, a recuperação psicológica é mais difícil do que a física, uma vez que é preciso eliminar todas as condutas desviantes que o ortoréxico foi adoptando, ao longo de um largo período de tempo. Força de vontade e perseverança são as melhores aliadas para ser possível um resultado feliz.

Desejar um regime correcto não é um distúrbio, só que não pode ser obcessão. A alimentação para ser saudável, tem de ser o mais variada possível, sem exclusão de qualquer grupo alimentar, porque não há alimentos uns mais saudáveis que outros. Todos são necessários, se bem que ingeridos em proporções diversas, já definidas, como sugere a conhecida "Roda dos Alimentos".

quarta-feira, 5 de março de 2008

MARÇO: MÊS EUROPEU DO CANCRO COLO-RECTAL


O mês de Março é, a partir deste ano, o Mês Europeu do Cancro Colo-Rectal.
A Associação de Luta Contra o Cancro do Intestino - Europacolon - oficializa hoje, 5 de Março, esta iniciativa no Parlamento Europeu. Em conferência de imprensa, a Europacolon apresentará os dados mais recentes sobre o cancro colo-rectal na Europa. O objectivo é sensibilizar para o rastreio e diagnóstico precoces como formas de prevenir a doença.

O cancro colo-rectal é o segundo cancro mais incidente e mortal na Europa, depois do cancro do pulmão nos homens e do cancro da mama nas mulheres.

A Europacolon Portugal vai realizar dia 11 de Março, uma acção de sensibilização na Assembleia da República, junto dos deputados e de outros colaboradores. Na sessão pública, a Europacolon Portugal explicará o que é o cancro colo-rectal, quais os sintomas e quais as atitudes preventivas a adoptar no dia-a-dia. Será feito também um inquérito sobre hábitos de vida e sintomas ou sinais de alerta que ajudarão a fazer a triagem inicial.

Vítor Neves, presidente da Europacolon Portugal, explica que o objectivo da associação é a diminuição da incidência da patologia, "sensibilizando as pessoas, difundindo o conhecimento da doença e promovendo o rastreio e o diagnóstico precoce". "Esta é uma das patologias que possui 90% de probabilidade de ser curada se for detectada a tempo", referiu.

A Europacolon Portugal tem uma linha de atendimento a doentes com cancro do intestino: 808 200 199.

segunda-feira, 3 de março de 2008